Antecipação de recebíveis é sempre vantajosa para o distribuidor

Não tem jeito! Muitas vezes, para vender os insumos, distribuidores precisam fazer o uso de operações de barter. Isso ocorre porque o produtor rural brasileiro carece de capital próprio, então ele precisa dar sua produção futura como pagamento para a compra dos recursos necessários no início da safra. Apesar de ser uma grande viabilizadora comercial, a operação de barter pode deixar o distribuidor exposto.

E se a safra quebrar? Se a produção for menor que o esperado?

A solução para essa questão constante do nosso agronegócio está em passar o risco da operação para os investidores. Antecipando seus recebíveis, o distribuidor “vende” suas CPRs (Cédula de Produto Rural)  e documentos do agro para investidores e fundos.

Quais as vantagens para o distribuidor em antecipar o pagamento das CPRs?

Uma das vantagens mais importantes desse processo é o distribuidor sair totalmente do risco da operação. Isso porque, depois que o investidor “compra” a CPR, ele passa a ser responsável por ela, ou seja, se a safra quebrar ou alguma coisa interferir na produção, o problema passa a ser dele – que cobrou o necessário para correr esse risco. É claro que, com o uso da tecnologia, esse investidor sabe exatamente onde está pisando.

Além do risco, receber apenas no final da safra pode fazer com que o distribuidor se desdobre para conseguir fechar as contas no final do mês. Indiferente do seu recebimento, as contas mensais não deixam de chegar. Com dinheiro em caixa, não será preciso mais se preocupar com isso.

É não só para pagar as contas serve essa melhoria no fluxo de caixa. Com dinheiro em mãos, além de poder comprar seus insumos à vista, garantindo descontos especiais, o distribuidor ainda pode aumentar suas vendas. Com mais caixa, ele pode comprar mais insumos e atender à uma quantidade maior de clientes ou entrar em grandes negociações que antes não eram possíveis devido à falta de capital de giro.

Mas esses investidores estão dispostos a correr esse risco no lugar do distribuidor? 

A resposta é sim! Mediante a cobrança da taxa correspondente ao risco. E, para isso, precisam ser capazes de mensurar esse risco. É nesse ponto que a tecnologia entra para trazer segurança ao investidor.

Na TerraMagna, são usados o monitoramento via satélites e a análise de dados por inteligência artificial para avaliar e validar cada uma das CPRs e conectá-las ao mercado de capitais. Com essas informações precisas em mãos, o investidor consegue medir o quanto está se arriscando na operação e precificar de maneira justa a “compra” da CPR. Quanto mais segura a operação, menor a taxa de risco que ele precisará cobrar.

Custa caro? Não! 

Obviamente, para trocar a CPR por dinheiro em caixa, o distribuidor abre mão de uma margem do valor desse recebível. No entanto, da forma que realizamos o processo, sempre é vantajoso para as duas pontas da operação.

A taxa cobrada pela “venda” da CPR varia conforme a região e o risco da operação mas, em vários casos, o valor de antecipação pode ser igual ou até mesmo inferior ao desconto que o distribuidor consegue ao comprar seus insumos à vista.

O investidor, por outro lado, está comprando um título com rentabilidade maior do que a maioria das operações financeiras com que está acostumado a trabalhar. Apoiado pela tecnologia, ele tem a segurança e transparência que precisa para confiar na operação.

Faça sua simulação

Você quer testar a antecipação de recebíveis para o seu negócio? Clique nesse link e nos envie seus dados, junto com algumas informações sobre os seus recebíveis, que iremos fazer uma simulação, totalmente sem compromisso, de quais seriam as taxas e como funcionaria a operação para você.

Essa é uma ótima chance de mudar totalmente a saúde financeira do seu negócio, através da sofisticação dos seus processos de recebimento.

Foque no principal do seu negócio: na venda de insumos. Deixe o financiamento do produtor rural para os investidores, que vivem disso.

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Segurança em operações financeiras no agronegócio

Av. Anchieta, 1078
     Jardim Nova America
     São José dos Campos – SP

+55 (12) 9 8121-0847

[email protected]