TerraMagna Logo
Portal do
produtor rural
Grande area ilustrando alqueire

Alqueire: conheça tudo sobre essa e outras medidas de terra

Você já deve ter ouvido falar sobre alqueire ou hectare em algum momento, não é mesmo?

Entretanto, muitos agricultores ainda não entendem bem a diferença entre um e outro. 

Geralmente, esses termos são usados para a medição de terras rurais.

Um ponto interessante é o fato de o alqueire ter diversas variações dependendo da região, podendo representar diferentes tipos de áreas.

Os mais conhecidos são o alqueire paulista e o alqueire mineiro.


Ficou curioso?

Neste artigo, vamos explicar essas duas medidas e mostrar como calcular cada uma delas. Continue lendo e confira.

Qual é a origem de alqueire?

A palavra “alqueire” vem da cultura árabe, sendo destinada, em sua origem, a nomear cestas e bolsas, muito usadas para transportar grãos.

Uma referência a esse termo pode ser encontrada na Bíblia, em Mateus 5:15:

“… nem se acende a candeia e se coloca debaixo do alqueire, mas, no velador, e dá luz a todos que estão na casa.”

A passagem cita o alqueire como cesta e fala de acender a candeia sob o alqueire, um simbolismo que representa cobrir a luz.

No final do século XI, há os primeiros relatos de utilização de alqueire em Coimbra, Portugal, cuja capacidade era, em média, 3,4 litros.

Dom Pedro I (1357) introduziu um novo alqueire, de 9,8 litros, e tentou impô-lo a todo o reino. 

Esse alqueire teve uma divulgação maior do que o anterior, chegando a todo o território. 

Logo depois, Dom Manuel (1499) fez uma alteração, criando o alqueire de Lisboa, equivalente a 13,1 litros.

Os alqueires usados em diferentes regiões de Portugal eram os seguintes:

  • 13,1 litros no litoral entre Aveiro e Lisboa;
  • 13,9 litros em vários lugares do país;
  • 14,9 litros e 15,7 litros no sul e interior, respectivamente;
  • 17,0 litros, 17,5 litros e 19,3 litros no Entre Douro e Minho, exclusivamente.

A introdução do sistema métrico decimal, no século XIX, não impediu que os alqueires tradicionais continuassem a ser usados.

O alqueire no Brasil

No Brasil Colônia, o alqueire era de taquara, uma cesta para transportar feijão e milho.

Logo depressa, o alqueire foi transformado em medida.

  • Quartas de chão, e unidades menores convertidas em litros já com sistema métrico. Uma quarta equivalia, mais ou menos, de 12,5 litros a 13,8 litros.
  • São Paulo adotou o alqueire de 24.200 metros quadrados. 
  • Minas Gerais entendia que o alqueire tinha 48.400 metros quadrados.
  • No Norte, o alqueire media 27.225 metros quadrados.
  • O alqueire baiano era equivalente a 96.800 metros quadrados.
  • O alqueire goiano, por sua vez, valia 193.600 metros quadrados, recebendo o apelido de alqueirão.

No Brasil, ainda é popular calcular a área de propriedades rurais e lavouras em alqueires, em vez de hectares. 

O que significa alqueire?

Utilizado somente em ambientes rurais, e não em áreas urbanas, o alqueire como unidade de medida de superfície é variável, dependendo da região do Brasil. 

Os alqueires são usados para medir grandes extensões de terra, de modo que é essencial para aqueles que trabalham na agricultura ou pecuária. 

Além de sua utilidade para medir a terra, ele também é usado para estimar a capacidade de silos e outros recipientes de armazenamento de grãos. 

Dada a sua importância em ambientes rurais, não é surpresa que o alqueire seja uma parte essencial da cultura brasileira.

Tipos de medidas de terra

Além do alqueire, o hectare também é uma das unidades de medida utilizadas para medir a terra. 

Enquanto o hectare é internacionalmente conhecido, o alqueire varia de uma região para a outra. 

Isso acontece em virtude da origem histórica dessa unidade, conforme já mencionamos anteriormente no artigo.

O hectare é bastante típico nas áreas rurais e em setores do agronegócio. Além disso, a unidade é muito usual para determinar valores de venda e aluguel de lotes e imóveis rurais, plantações, fazendas e loteamentos. 

Explicaremos melhor a seguir, pois existem algumas especificidades.  

Quanto à extensão territorial, há medidas que ajudam a diferenciar os tipos de propriedades: 

  • Chácara: extensão de terra equivalente a mais ou menos
    5 alqueires paulistas;  
  • Sítio: porção de terra que varia entre 5 e 40 alqueires paulistas;  
  • Fazenda: extensão de terra equivalente a aproximadamente
    40 alqueires paulistas.

No Brasil, além dessas divisões que mencionamos, também há outras definições, como roça, colônia, rancho, mas elas não são usadas em todos os lugares e regiões.

Alqueire e hectare: diferenças

O hectare nunca muda; 1 hectare sempre corresponde a 10.000 m².

Entretanto, o alqueire é representado por tamanhos de terra diferentes em cada região; existe uma tabela de conversão que facilita a transformação de medida de área.

Os mais conhecidos são os alqueires paulista e mineiro.

  • Em SP, 1 alqueire equivale a 24.200 m². 
  • Em MG, 1 alqueire corresponde a 48.400 m².

Quanto vale um alqueire?

A medida agrária foi padronizada para hectare (ha).

Outras medidas de 1(um) alqueire no Brasil são:

  • Norte: corresponde a 2,72 ha, ou 27.225 m2.
  • Mineiro: corresponde a 4,84 ha, ou 48.400 m2.
  • Baiano: corresponde a 9,68 ha, ou 96.800 m2.

O alqueire do Paraná é igual ao de São Paulo.

Quantos campos de futebol cabem em um hectare?

As medidas oficiais de um campo de futebol equivalem a um pouco mais de 1 hectare.

A FIFA orienta que os campos de futebol sejam retangulares, de 120 m por 90 m – dimensões máximas –, o que corresponde a exatamente 1,08 hectare (10.800 m²/10.000 (m²/ha) = 1,08 ha).

Qual é a importância de saber o tamanho exato da terra?

Saber o tamanho exato da terra surgiu a partir da necessidade de se estabelecerem limites para as propriedades. Isso permitia que fossem criados registros das terras.

Além disso, isso se tornou essencial para o planejamento e a construção de obras públicas, como estradas e canais. 

É a partir da metragem que uma área pode ser avaliada e ter a sua produtividade aumentada.

Então, saber o tamanho exato da terra é fundamental para o controle da produção no agronegócio, estimar o gasto hídrico, fertilizantes, etc.

Também é possível determinar o tipo de cultivo que pode ser feito na terra, bem como a quantidade de produtos que podem ser obtidos. Algumas culturas, como as hortaliças, precisam de menos espaço para crescer e podem ser cultivadas em áreas menores. 

Já outras culturas necessitam de um espaço maior para se desenvolverem e produzirem. 

Saber o tamanho certo da área disponível é fundamental para que se possa escolher o tipo de cultivo mais adequado para aquela região.

Vimos, neste artigo, detalhes sobre a importância das principais unidades de medida de terra e como são usadas. Continue lendo e descubra como fazer as medições.

Como medir a área da minha propriedade rural?

Agrimensores, ou engenheiros agrários, são profissionais especializados na medição de áreas. 

Eles utilizam técnicas, ferramentas e tecnologia específicas para determinar o tamanho exato das propriedades agrícolas. 

A Agrimensura é uma ciência antiga que continua a ter um papel importante nos dias de hoje. 

São eles que ajudam os proprietários a resolverem esse problema, realizando o levantamento exato da extensão da área com o objetivo de coletar informações de um espaço geográfico.

Geralmente, esses processos são feitos por estações totais, GTK, GNSS, scanners 3D, drones, tablets, softwares, entre outros equipamentos.

Na escritura do imóvel, são descritos o tamanho exato e o total da propriedade, normalmente em hectares.

Esse mapeamento e a precisão nos dados no momento de implantar o projeto da cultura e realizar a construção rural ajudam no sucesso.

Conheça o agrofintech que proporciona soluções de crédito ao agronegócio

A TerraMagna está, desde 2017, reinventando a forma como o crédito é concedido, subscrito e cobrado na agricultura de todo o Brasil. 

Trata-se de uma agrofintech brasileira que oferece serviços e produtos digitalizados para tornar o setor agrícola mais eficiente e menos arriscado. 

Nosso propósito é aproveitar tecnologias alternativas e fontes de dados para transformar um processo volátil e arriscado em uma experiência simples e segura. 

Com os serviços da empresa, distribuidores, agroindústrias e agricultores têm acesso a crédito justo.

O fato é que, ao contrário do empreendedor solitário, hoje sabemos que as grandes transformações resultaram em longas jornadas colaborativas. Conheça mais sobre o agrofintech TerraMagna.

Bernardo Fabiani (CEO) e Rodrigo Marques (CCO) estão à frente de toda a operação.

Nossos serviços são focados na antecipação de recebíveis e no monitoramento de garantias via satélite, levando crédito para o setor que mais cresce no Brasil.

TerraMagna: você está aproveitando todo o potencial de sua área?

Neste artigo, vimos a importância de saber quais são as diferenças entre os tamanhos de áreas.

Para concluir, queremos te convidar a refletir: você tem aproveitado todo o potencial da sua área?

Agora, você já sabe tudo sobre alqueire e quais são as melhores práticas, além de conhecer a importância de ter precisão nos dados para investir de maneira consciente e segura.

Por trás do aumento da produtividade das lavouras, sabemos que existe um produtor precisando de crédito para sustentar as suas produções e comprar insumos.

Olha que sorte a sua: você não está sozinho nessa! A TerraMagna está à disposição para lhe ajudar. 

Quer saber mais? Converse com nossos especialistas!

Leia também: Hectare: conheça essas e outras medidas agrárias 

Procurando um tema específico?

Gostou do artigo?

Receba gratuitamente conteúdos exclusivos e inéditos por e-mail, feitos pelos especialistas da TerraMagna.

Veja também

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja também

Crédito seguro para o agronegócio

Av. Anchieta, 1078 – Jd Nova America

São José dos Campos – SP

Contato

 (12) 3923.3355

 [email protected]

(65) 9 9639.1505

Acompanhe as novidades