TerraMagna Logo
Portal do
produtor rural
O caruncho da videira negra Otiorhynchus sulcatus

Caruncho: boas práticas para afastar esse inseto da sua lavoura

O caruncho, assim como todo tipo de praga que prejudica as lavouras, é um dos vários insetos com os quais agricultores e trabalhadores rurais devem se preocupar.

Afinal, sua presença é marcada por acelerado crescimento e reprodução, trazendo, por exemplo, prejuízos na produtividade, na qualidade dos grãos e até nos lucros.

Como o caruncho é um inseto silencioso, que é notado apenas quando já causou grandes danos, é essencial conhecer as boas práticas que colaboram para
mantê-lo afastado.

Neste artigo, vamos te mostrar mais sobre o caruncho, seus tipos, as culturas mais afetadas, como ele prejudica a agricultura e dicas valiosas para evitar que surja.

Uma ótima leitura!

Leia também: Nematoides: acabe com os inimigos invisíveis da sua lavoura

O que é caruncho?

O caruncho é um inseto que destrói alimentos e outros materiais, como o papel e a madeira, e pode ser encontrado, por exemplo, em pacotes de feijão, arroz, macarrão, entre outros.

Ele pertence a duas classes de insetos: os fitófagos, responsáveis pelo ataque às comidas, e os xilófagos, que deterioram madeira e papel.

O caruncho pode surgir em qualquer etapa do processo produtivo. Por isso, é importante que o produtor rural esteja atento aos prejuízos que essa praga pode causar à lavoura.

É fundamental ressaltar que os grãos podem ser infestados pelo caruncho tanto no campo, quando estão em processo de crescimento ou armazenamento, quanto no supermercado e na casa das pessoas.

O caruncho adulto é o mais perigoso, já que é mais experiente e consegue ter acesso aos alimentos com mais facilidade e rapidez para os carunchos mais novos.

Estes, por sua vez, se infiltram por dentro dos grãos e saem apenas quando se tornam adultos, ou seja, um perigo invisível, percebido apenas após seu crescimento.

Além disso, o caruncho adulto deixa ovos por onde passam, e assim mais de sua espécie nascem, causando ainda mais problemas.

Tipos de caruncho

O caruncho pode ser de diferentes tipos e, dependendo do seu ciclo reprodutivo e de vida, pode se manifestar mais rápido e destruir a lavoura. 

Como invadem as plantações sem que o agricultor perceba, é importante que esse trabalhador conheça quais são os tipos de caruncho e como se reproduzem.

Por isso, veja a seguir os principais tipos de caruncho e algumas informações sobre eles.

Sitophilus oryzae

O caruncho do tipo Sitophilus oryzae pode estar presente no milho, arroz, trigo, cevada, sorgo e até mesmo em cereais processados, como é o caso do macarrão.

Para se reproduzir, esse tipo de caruncho deposita os ovos no grão, que, ao abrirem, depositam em média 280 ovos.

O buraco é fechado por meio da produção de uma secreção gelatinosa, impedindo que os agricultores detectem os grãos afetados pela futura infestação.

Em seguida, nasce uma larva amarelo-claro e, depois, surge uma pupa branca e brilhante. A pupa sai do grão. Entre 3 e 6 dias depois, os indivíduos adultos aparecem.

Com cerca de 3 milímetros de comprimento, cor castanha-escura e quatro manchas avermelhadas, o caruncho Sitophilus oryzae conclui seu ciclo de reprodução e a infestação está iniciada.

Com os grãos abertos, portanto, ficam inadequados para consumo, apesar de não trazerem riscos à saúde.

Sitophilus zeamais

O caruncho Sitophilus zeamais, ou gorgulho-do-milho como é conhecido, possui ciclo de vida e reprodução semelhante ao Sitophilus oryzae e também infesta milho, trigo, arroz e até a mandioca.

A infestação desse tipo pode ocorrer desde o início da vida dos grãos, ainda no campo.

Quanto mais úmido estiver o grão, maiores são as probabilidades de o caruncho surgir e se proliferar e, consequentemente, maior será a destruição da lavoura por esses insetos. 

Araecerus fasciculatus

Os Araecerus fasciculatus, conhecido popularmente como caruncho-das-tulhas, são besouros que podem estar presentes nos grãos de café, cacau, feijão, milho e
noz-moscada.

As fêmeas iniciam seu ciclo de vida e reprodução ao depositarem ovos nos grãos. Para isso, elas perfuram o grão e depositam cerca de 130 ovos.

Os adultos Araecerus fasciculatus são maiores quando comparados Às outras duas espécies – S. oryzae e S. zeamais –, pois possuem comprimento de 3 a 5 milímetros. 

A cor desse caruncho pode ser cinza escura ou marrom, e os locais úmidos e com altas temperaturas são o ambiente essencial para a sobrevivência dele. 

Callosobruchus maculatus

Os Callosobruchus maculatus são carunchos que atacam plantações de feijões maduros no campo e no ambiente doméstico, como nos alimentos armazenados na despensa.

Esse tipo ataca principalmente os feijões do gênero Vigna, com o cultivo predominante na região Nordeste do Brasil.

Diferentemente das outras categorias de caruncho, as fêmeas botam ovos sem perfurar o grão. A invasão, portanto, ocorre apenas quando os ovos viram larvas.

Lá, elas se alojam e dão origem ao caruncho adulto, depois de 23 dias.

Se o caruncho Callosobruchus maculatus não for controlado, começa a se alimentar de reservas nutritivas presentes nas sementes, o que gera danos.

Outro ponto de atenção que os produtores rurais devem ter é que esse tipo pode levar a semente a ter mais umidade e temperatura.

Isso ocorre devido às ações nas sementes, proporcionando, assim, que fungos surjam, bem como doenças.

O que acha de ler sobre o feijão e o panorama geral desse grão no Brasil?

Zabrotes subfasciatus

O Zabrotes subfasciatus é conhecido como caruncho-do-feijoeiro e atinge plantações de feijão dos gêneros Phaseolus e Vigna.

A sua reprodução ocorre por meio do depósito de ovos junto ao grão, em que as fêmeas produzem uma secreção que fixa os ovos às sementes para que a larva penetre no grão ao se desenvolver.

Agora que você aprendeu sobre os principais tipos de carunchos que destroem algumas culturas da lavoura, entenda como esses besouros surgem.

Como o caruncho surge?

O caruncho surge em ambientes com muita umidade e altas temperaturas, condições favoráveis e adequadas para a sua reprodução.

Na maioria dos tipos do caruncho, a fêmea invade os grãos e deposita seus ovos, que em poucos dias se transformam no inseto.

Cada etapa do processo produtivo dos alimentos pode ser infestada por eles, desde a produção no campo, o armazenamento, o transporte, até o consumo.

No ambiente doméstico, por exemplo, surgem nos pacotes de arroz, feijão e macarrão.

Já na lavoura, os grãos podem ser invadidos e destruídos, mas isso também pode ocorrer no silo, quando estão armazenados.

É possível evitar o surgimento do caruncho atuando de forma preventiva; entretanto, antes de te explicarmos como, conheça quais culturas podem ser atacadas por ele.

Principais culturas afetadas pelo caruncho

Há diversas plantações invadidas por esses insetos, que as atacam e se reproduzindo nos grãos, fazendo com que percam a qualidade. As principais culturas mais prejudicadas por esses besouros são:

  • café;
  • arroz;
  • feijão;
  • milho;
  • aveia;
  • cevada; 
  • soja.

Prejuízos do caruncho na sua lavoura

A presença desses besouros no campo causa inúmeros prejuízos na agricultura; dependendo do tamanho da infestação, pode ocorrer perda total.

Isso ocorre porque, ao serem invadidos e contaminados, os grãos perdem a qualidade, afetando o fornecimento e comercialização para as empresas do ramo alimentício.

Portanto, listamos abaixo alguns prejuízos resultantes da infeliz presença desses pequenos besouros:

  • menor qualidade dos grãos;
  • prejuízos financeiros;
  • menor lucratividade;
  • baixa produtividade.

Para evitar possíveis problemas, há medidas que você, produtor rural, pode tomar a fim de impedir que suas plantações sejam destruídas.

3 formas de manter o caruncho afastado da plantação

Para preservar a sua lavoura e evitar o ataque dessas pragas, veja a seguir 3 formas de combater o caruncho e mantê-lo afastado.

  1. Monitoramento da cultura

O agricultor deve sempre observar a plantação e o ambiente, verificando também quais são as épocas mais propícias para o surgimento das pragas.

Monitorar a cultura é a solução mais econômica, pois, ao identificar padrões de infestação e aplicar a correção, evita-se o gasto com inseticidas e outros químicos.

  1. Armazenamento adequado

Armazenar os grãos adequadamente é essencial para que os carunchos não se reproduzam. Práticas como boa higiene e monitoramento se unem para um bom armazenamento.

Segundo a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), é importante que culturas como a do milho sejam armazenadas em locais cuja umidade varia de 14% a 16%. 

Ou seja, ambientes com pouca umidade diminuem as chances de proliferação de carunchos.

Por isso, busque saber quais são as temperaturas ideais de armazenamento para cada tipo de cultura.

  1. Inseticidas

Os inseticidas são substâncias químicas usadas quando a infestação já está ocorrendo, capazes de reverter a situação. Nunca devem ser utilizados como medida de prevenção.

Assim, ao ser identificada a infestação, deve-se realizar a aplicação desses químicos para evitar que toda a plantação seja comprometida.

Mantenha sua lavoura protegida com a TerraMagna

Como você viu até aqui, os carunchos causam grandes prejuízos na produção e lucratividade.

Então, proteja sua lavoura atuando na prevenção dessas pragas. Se precisar de crédito rural para isso, conte conosco!

Com a tecnologia, a TerraMagna transforma um processo que hoje é demorado e burocrático em uma experiência simples e segura para você, como deve ser.

Quer saber mais?

Converse com nossos especialistas!

Procurando um tema específico?

Gostou do artigo?

Receba gratuitamente conteúdos exclusivos e inéditos por e-mail, feitos pelos especialistas da TerraMagna.

Veja também

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja também

Crédito seguro para o agronegócio

Av. Anchieta, 1078 – Jd Nova America

São José dos Campos – SP

Contato

 (12) 3923.3355

 [email protected]

(65) 9 9639.1505

Acompanhe as novidades