TerraMagna Logo
Portal do
produtor rural

Custos elevados da produção se refletem nos lucros do campo

Nos últimos meses, os custos das atividades ligadas ao agronegócio tiveram uma alta significativa. Puxados pelos preços dos fertilizantes que aumentaram por causa da guerra no Leste Europeu, combustíveis e mão de obra também elevaram os custos da produção no Brasil.

A participação do agronegócio no Produto Interno Bruto (PIB) projetada para 2022 é de 26,24%; os dados são de pesquisadores do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea). Os custos com fertilizantes, defensivos, combustíveis, sementes e outros produtos subiram e impactaram muito a lucratividade. De acordo com relatório, a participação no PIB não é menor em razão do desempenho da safra.

No boletim de safra divulgado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) em julho,  a expectativa para a próxima colheita de grão é de que o país possa chegar à produção de 272,5 milhões de toneladas. Em 2022, a produção de milho nacional tem se destacado e deve atingir 115,6 milhões de toneladas, o que representa 32,85% a mais que na safra passada. Com efeito, a Conab aponta que isso vai elevar as exportações do cereal em torno de 80,2% em um momento de demanda internacional aquecida.

Mas os expressivos números da produtividade não refletem os ganhos no campo. Para a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), a lucratividade foi impactada pela elevação dos custos, em especial para a produção de milho e soja. Dentro do projeto Campo Futuro, que tem como um de seus objetivos o levantamento do custo de produção, quem não fez compra de fertilizantes programada chegou a ter um a margem reduzida em até 47,8% no caso do milho e em 19,3% na margem para a safra 2022/2023 em relação à soja.

O preço do frete também influenciou a perda da lucratividade; como os combustíveis tiveram um reajuste considerável no primeiro semestre, tanto os transportes da produção quanto os dos insumos foram reajustados.

Logo, é possível concluir que, com um aumento significativo nos custos de produção ao longo do primeiro semestre, as margens de lucro do agronegócio caíram, em um ano de boa safra.

Procurando um tema específico?

Gostou do artigo?

Receba gratuitamente conteúdos exclusivos e inéditos por e-mail, feitos pelos especialistas da TerraMagna.

Veja também

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja também

Crédito seguro para o agronegócio

Av. Anchieta, 1078 – Jd Nova America

São José dos Campos – SP

Contato

 (12) 3923.3355

 [email protected]

(65) 9 9639.1505

Acompanhe as novidades