TerraMagna Logo
Portal do
produtor rural
Uma cultura de eucalipto

Eucalipto: guia completo – saiba tudo sobre o cultivo

O eucalipto é uma árvore extraordinária, fonte de matéria-prima para vários tipos de produtos que estão presentes em todas as casas brasileiras.

Seu madeiramento é resistente e tem uma ótima rentabilidade comercial. Sem dúvidas, os eucaliptos são árvores maravilhosas!

Está pensando em plantar eucaliptos em sua propriedade?

Neste artigo, nós forneceremos tudo o que você precisa saber sobre o eucalipto.

Portanto, se você estiver pronto para aprender mais sobre o cultivo de eucaliptos, leia até o final.

Afinal, o que é eucalipto?

Foto: Castelo de Pedras Altas cercado de eucaliptos e ciprestes – Fernando Gomes/Agência RBS

Eucalipto é o nome popular dado a algumas espécies de gêneros botânicos Eucalyptus e Corymbia,árvores pertencentes à família Myrtaceae.

Ele é oriundo da Austrália e das ilhas da Oceania. São mais de 700 espécies diferentes, mas apenas vinte delas, aproximadamente, são utilizadas com fins comerciais.

Não existe uma data exata que registre a introdução do eucalipto no Brasil. Entretanto, há relatos de que os primeiros exemplares foram plantados no Rio de Janeiro – em áreas pertencentes ao Jardim Botânico –, nos anos de 1825 e 1868.

Contudo, os primeiros plantios, de fato, ocorreram em 1868, no Rio Grande do Sul, por intermédio do político Joaquim Francisco de Assis Brasil.

Foi muito usado, no início do século, nas ferrovias, como dormentes e lenha para as locomotivas a vapor em diversas cidades do interior paulista; esse movimento foi liderado por Edmundo Navarro de Andrade, que, em 1914, trouxe da Austrália 144 espécies da árvore.

O eucalipto é uma planta nociva para o bioma, pois requer grandes quantidades de água do solo, já que é cultivado por grandes monoculturas que atendem à crescente demanda de celulose utilizada na fabricação de papel, carvão e madeiras.

Mas, como dito anteriormente, o eucalipto pode possuir outros benefícios além do econômico, como o auxílio à saúde humana.

Por exemplo, o óleo essencial de Eucalyptus globulus é considerado o melhor para problemas respiratórios.

Vale a pena investir na planta eucalipto?

Foto: Plantação de Eucalipto – Luciane C. Jaques

Plantar eucalipto é uma ótima opção de renda para produtores rurais. Segundo dados da Embrapa, existem hoje 5,5 milhões de hectares plantados, com uma produtividade média de
39 m³/ha/ano de madeira.

A produtividade depende de vários fatores, como local de plantio, cultivo e insumos. Geralmente, o seu ciclo de corte é de aproximadamente sete anos.

Em resumo, a preferência de muitos produtores rurais pelo plantio do eucalipto se deve ao seu rápido crescimento e ao fato de a planta se adaptar em diversas regiões muito facilmente.

Além disso, demandam-se menores custos e as taxas de retorno do investimento são maiores.

Engana-se quem pensa que só o setor florestal se beneficia; os produtores rurais também têm benefícios com o plantio de eucalipto, devido à grande demanda de madeira para diversas finalidades, como serraria, laminação, carvão e celulose.

O plantio do eucalipto vem contribuindo para o desenvolvimento de todos os tipos de agricultores e para a diversificação de renda das propriedades rurais, seja por plantio puro (bosquete), seja pelo sistema de integração (silvipastoril).

Áreas plantadas com eucalipto no Brasil

Foto: Floresta de eucalipto – CNA/Wenderson Araujo/Trilux

Nenhum outro gênero foi tão plantado no mundo quanto o Eucalyptus. Estima-se que existam em torno de seis milhões de hectares de eucalipto plantado no mundo, dos quais metade está plantada no Brasil.

Em 2020, uma pesquisa realizada pela Produção de Extração Vegetal e da Silvicultura (PEVS) estima que há 9,3 milhões de hectares em florestas plantadas no Brasil, e 80,2% representam plantações de eucalipto para fins comerciais.

As áreas de eucalipto se concentram na região Sudeste 44,3%.

A produção primária florestal somou R$ 23,6 bilhões em produção, um crescimento de 17,9% se comparado com o ano de 2019; um excelente sinal de recuperação do setor, o que demonstra oportunidades e grandes expectativas.

Que espécie plantar?

O produtor deve considerar alguns aspectos importantes antes de escolher a espécie:

●      Qual é a finalidade do plantio?

É importante o produtor ter em mente a finalidade da madeira desde o começo do plantio (papel e celulose, óleos essenciais, indústria madeireira, etc.) e onde ela será utilizada. Isso influencia diretamente o tipo de eucalipto que deve ser plantado.

A madeira de eucalipto que vai para a serraria vale o triplo das que vão para a indústria de carvão vegetal, papel e celulose.

A indústria da serraria aproveita quase 50% de todo o tronco; o resto é vendido como lenha.

●      Adequação e características ambientais

Adequação é o conjunto de técnicas que devem ser utilizadas com o objetivo de melhorar as condições ambientais para o cultivo.

Tal ação ajuda a determinar a importância dos valores estimados de altitude local e latitude, bem como os tipos de média das temperaturas. Com isso, é possível adaptar cada espécie à sua região ideal.

Ou seja, as características locais condicionam a possibilidade de se cultivar a espécie.

●      Qual é o sistema de produção?

O sistema de produção do eucalipto é importante para a escolha da espécie, devido à incidência de pragas e doenças que podem afetar o desenvolvimento da cultura florestal.

Pensar em um sistema de produção implica refletir sobre algumas questões: produção de mudas, preparação do solo, como realizar o plantio, fertilização, quando fazer podas, desbastes, idade da colheita, etc.

O desbaste é uma forma de o produtor antecipar renda e garantir qualidade no desenvolvimento das árvores.

●      Rentabilidade

Para garantir retorno sobre investimento, é necessário conhecer a rentabilidade que o cultivo pode gerar; a espécie escolhida deve possibilitar altas produtividades.

Como plantar eucalipto?

Plantar eucalipto não é difícil, mas requer alguns cuidados especiais. Confira algumas dicas fundamentais que você precisa saber na hora do plantio:

1 – Produção de mudas

Foto: Laboratório de Silvicultura e Viveiro Florestal da UFSM

As mudas podem ser encontradas em viveiros ou produzidas pelo próprio agricultor.

Existem estudos segundo os quais plantar as mudas nos períodos mais chuvosos do ano favorece o sucesso da plantação.

Vale destacar a região Sul, em que, por ter muitas geadas, o plantio deve ser feito após o inverno.

A muda pode ser elaborada em diferentes tipos de recipientes, tubetes, laminados e até mesmo sacos plásticos. Atenção para retirar os recipientes quando for plantar.

2 – Preparo do solo

Preparar o solo é importante por diversos motivos: facilita o plantio, melhora a sobrevivência das mudas, aumenta a produtividade, entre outros.

Entretanto, o eucalipto não é muito exigente; a melhor opção é fazer a subsolagem com adubo fosfatado.

Escolha um local com boa drenagem, limpe bem o local onde vai plantar e remova as plantas daninhas.

Então, leve o solo a uma profundidade de pelo menos 30 cm.

Em solos arenosos, é importante realizar o processo de forma manual para manter ao máximo a umidade e evitar erosão.

Certifique-se que está preparando o solo corretamente para que seu eucalipto cresça forte e saudável!

3 – Combate a formigas e plantio

As formigas, principalmente a saúva, são algumas das principais pragas das plantações de eucalipto.

O combate deve começar logo após a limpeza do terreno, antes mesmo de preparar a terra.

O produto e a quantia a ser usada dependem da espécie de formiga e do tamanho do formigueiro.

Normalmente, são usados 10 g de formicida por m2 de terra solta.

Tome cuidado com esse processo para não danificar as raízes das plantas.

4 – Adubação

Adubação é o processo pelo qual se aplicam fertilizantes no solo, de forma a corrigir suas deficiências nutricionais ou melhorar suas propriedades físicas.

Esse processo é feito principalmente em função da análise do solo, sendo geralmente realizado em duas etapas:

  • Adubação fundamental: é realizada durante o plantio, com nitrogênio, fósforo e potássio.
  • Adubação de manutenção: é realizada durante o desenvolvimento das árvores, quando apresentam de 30 a 36 meses de idade.

Adubação e calagem são importantes para o cultivo do eucalipto, pois visam à correção das deficiências nutricionais do solo.

5 – Espaçamento

O espaçamento e a quantidade de plantas por hectares vão depender do nível de tecnologia disponível:

Espaçamento maior (3,5 × 3,0 a 3,5 m entre ruas × 3,0 m entre plantas) total aproximado de 950 plantas por hectares.

Espaçamentos menores (93,0 m × 2,0 m ou 3,0 × 1,5 m) por volta de 1.660 a 2.200 plantas por hectares.

Outro fator importante na determinação do espaçamento é a finalidade do plantio.

Quando colher a madeira de eucalipto?

As plantações para a produção industrial de celulose, lenha, moirões e carvão são geralmente cortadas entre os 6 e 8 anos de idade.

Contudo, para a produção de madeira serrada, o corte é feito após 12 ou 13 anos.

Normalmente, o sistema de manejo padrão é retirar a madeira para lenha aos 6 ou 7 anos e restar 200 árvores por hectares dos 13 aos 20 anos.

O que fazer depois do corte?

Foto: Corte do eucalipto – Fibria

A possibilidade de aproveitar a brotação das cepas depois do corte é uma das grandes vantagens das plantações de eucalipto.

Porém, há uma queda na produtividade após a primeira colheita. Às vezes, é melhor eliminar de vez as cepas e replantar tudo de novo na área.

Aspectos ambientais da cultura do eucalipto

Cada estado e município possuem as suas próprias leis.

Antes de realizar qualquer atividade, consulte órgãos competentes, como a Secretaria do Meio Ambiente e a Prefeitura da sua região, para maiores informações.

Conheça com detalhes as regras referentes a atividades florestais da região.

TerraMagna: consultoria especializada

O agronegócio funciona melhor quando mentes se unem e promovem atitudes inovadoras.

Aliás, é essencial investir em tecnologia para identificar quais são os investimentos mais seguros, como a compra de maquinário, insumos agrícolas e outras ferramentas da atividade produtiva.

Diante disso, você já pensou em conseguir um crédito rural para melhorar o seu negócio?

Então, aproveite e converse com nossos especialistas agora!

Descubra como podemos te ajudar a aumentar a produtividade no campo!

Procurando um tema específico?

Gostou do artigo?

Receba gratuitamente conteúdos exclusivos e inéditos por e-mail, feitos pelos especialistas da TerraMagna.

Veja também

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja também

Crédito seguro para o agronegócio

Av. Anchieta, 1078 – Jd Nova America

São José dos Campos – SP

Contato

 (12) 3923.3355

 [email protected]

(65) 9 9639.1505

Acompanhe as novidades