TerraMagna Logo
Portal do
produtor rural
Fome Zero e Agricultura Sustentável, o objetivo é combater a fome e fomentar a produção consciente.

Fome Zero e Agricultura Sustentável

A Fome Zero e Agricultura Sustentável tem uma relação muito estreita, quando nosso foco é um mundo melhor com qualidade de vida para todos.

A ONU – Organização das Nações Unidas tem uma lista que se chama ODS – Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, onde o segundo item é Fome Zero e Agricultura Sustentável.

Neste item destacamos alguns objetivos:

  • Acabar com a fome;
  • Melhorar a nutrição;
  • Promover a agricultura sustentável;
  • Garantir a segurança alimentar.

O que é fome?

Para entender a fome, precisamos entender o que é segurança alimentar.

Segurança alimentar, segundo a ONU, é quando todo mundo tem acesso a uma alimentação suficiente, nutritiva e segura que tenha as necessidades dietéticas satisfeitas, para uma vida saudável e ativa.

Qualquer coisa diferente disso é considerado fome.

Até 2015 os números da fome vinham caindo, devido ao desenvolvimento da agricultura e ao crescimento econômico, mas infelizmente de 2015 pra cá, os números voltaram a crescer.

De acordo com a FAO – Food and Agriculture Organization of the United Nations, diz que aproximadamente um décimo da população global –até 811 milhões de pessoas– estava subalimentada no ano passado. 

A fome no Brasil

No nosso país a situação também não é nada fácil, pois de 211,7 milhões de brasileiros, 116,8 milhões apresentam alguma Insegurança Alimentar e 43,4 milhões não possuem alimentos suficientes e 19 milhões de brasileiros enfrentam a fome segundo a FAO.

O Brasil conseguiu sair do Mapa da Fome em 2014, graças à amplitude do Programa Bolsa Família, segundo a CNN Brasil, mas as coisas não andam bem e surge uma ameaça do nosso país voltar ao mapa.

A fome na Zona Rural

Em nosso país a zona rural sofre mais com a fome, sendo que 3 em cada 4 famílias do campo comem mal ou passam fome no Brasil, segundo CEDESF – Centro de Documentação Eloy Ferreira da Silva.

Agricultura Sustentável como ajuda!

Só da agricultura sustentável não comprometer as próximas gerações, respeitando o meio ambiente e suprindo as demandas, já é uma ajuda e tanto.

Mas ela é um conceito amplo, envolvendo:

  • Diminuição ou extinção de defensivos agrícolas;
  • Desenvolvimento de sistemas que conseguem captar a água da chuva;
  • Não poluir, nem desmatar, e muito mais.

Isso tudo com o objetivo de manter a terra saudável e fértil, acabando com a escassez alimentar.

Metas da ONU para zerar a fome até 2030

Meta 2.1Até 2030, acabar com a fome e garantir o acesso de todas as pessoas, em particular os pobres e pessoas em situações vulneráveis, incluindo crianças, a alimentos seguros, nutritivos e suficientes durante todo o ano.
Meta 2.2Até 2030, acabar com todas as formas de má-nutrição, incluindo atingir, até 2025, as metas acordadas internacionalmente sobre nanismo e caquexia em crianças menores de cinco anos de idade, e atender às necessidades nutricionais dos adolescentes, mulheres grávidas e lactantes e pessoas idosas.
Meta 2.3
Até 2030, dobrar a produtividade agrícola e a renda dos pequenos produtores de alimentos, particularmente das mulheres, povos indígenas, agricultores familiares, pastores e pescadores, inclusive por meio de acesso seguro e igual à terra, outros recursos produtivos e insumos, conhecimento, serviços financeiros, mercados e oportunidades de agregação de valor e de emprego não agrícola.
Meta 2.4Até 2030, garantir sistemas sustentáveis de produção de alimentos e implementar práticas agrícolas resilientes, que aumentem a produtividade e a produção, que ajudem a manter os ecossistemas, que fortaleçam a capacidade de adaptação às mudanças climáticas, às condições meteorológicas extremas, secas, inundações e outros desastres, e que melhorem progressivamente a qualidade da terra e do solo.
Meta 2.5Até 2020, manter a diversidade genética de sementes, plantas cultivadas, animais de criação e domesticados e suas respectivas espécies selvagens, inclusive por meio de bancos de sementes e plantas diversificados e bem geridos em nível nacional, regional e internacional, e garantir o acesso e a repartição justa e equitativa dos benefícios decorrentes da utilização dos recursos genéticos e conhecimentos tradicionais associados, como acordado internacionalmente.
Meta 2.aAumentar o investimento, inclusive via o reforço da cooperação internacional, em infraestrutura rural, pesquisa e extensão de serviços agrícolas, desenvolvimento de tecnologia, e os bancos de genes de plantas e animais, para aumentar a capacidade de produção agrícola nos países em desenvolvimento, em particular nos países menos desenvolvidos.
Meta 2.b
Corrigir e prevenir as restrições ao comércio e distorções nos mercados agrícolas mundiais, incluindo a eliminação paralela de todas as formas de subsídios à exportação e todas as medidas de exportação com efeito equivalente, de acordo com o mandato da Rodada de Desenvolvimento de Doha.
Meta 2.c
Adotar medidas para garantir o funcionamento adequado dos mercados de commodities de alimentos e seus derivados, e facilitar o acesso oportuno à informação de mercado, inclusive sobre as reservas de alimentos, a fim de ajudar a limitar a volatilidade extrema dos preços dos alimentos.
 
Fonte: Ipea

Quer saber mais e ajudar a construir um mundo melhor?

Nós da Terra Magna aliamos nosso amor por tecnologia e a nossa paixão por agronegócios, fazendo assim o crédito chegar de forma mais justa e rápida até você.

Venha esclarecer suas dúvidas nossos especialistas e esclarecer dúvidas hoje mesmo:

Quero falar com um especialista em Crédito Agrícola da TerraMagna!!!

Procurando um tema específico?

Gostou do artigo?

Receba gratuitamente conteúdos exclusivos e inéditos por e-mail, feitos pelos especialistas da TerraMagna.

Veja também

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja também

Crédito seguro para o agronegócio

Av. Anchieta, 1078 – Jd Nova America

São José dos Campos – SP

Contato

 (12) 3923.3355

 [email protected]

(65) 9 9639.1505

Acompanhe as novidades