TerraMagna Logo
Portal do
produtor rural
Green Bonds ou Títulos Verdes, o financiamento nas mãos de quem se preocupa com o planeta.

Green Bonds: o que são os títulos verdes e como usar esse recurso

Green Bonds ou Títulos Verdes são títulos de dívidas usados exclusivamente para custear investimentos sustentáveis.

Os investidores já perceberam que se preocupar apenas com a rentabilidade líquida não é um bom investimento a longo prazo e que é possível aderir a sustentabilidade sem deixar de ganhar dinheiro.

Para sustentar essa ideia, vamos falar nesse artigo sobre Green Bonds, um instrumento que dá impulso a tecnologias e projetos novos dentro das empresas.

Um investimento a longo prazo, que garante o desenvolvimento sustentável, preserva o meio ambiente e colabora para um planeta melhor.

Segundo o relatório da Letra Financeira Verde, publicado pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), mostra que o projeto já ajudou a evitar o lançamento de 1,8 milhão de gás carbônico da atmosfera.

Somando foram captados R$1 bilhão em 2021 por meio da emissão das Letras Financeiras Verdes (LFV) no Brasil. Os títulos possuem o vencimento agora em 2022. 

Mas afinal, o que são Bonds ou Títulos?

Os títulos funcionam igual aos papéis de renda fixa no Brasil, onde um investidor compra um papel e recebe um certo rendimento, de acordo com o que foi combinado com o emissor.

E quando esses títulos são Green ou Verdes, significam que se relacionam com projetos sustentáveis, como por exemplo:

  • Debêntures de Infraestrutura;
  • FIDC –  Cotas de Fundos de Investimento em Direitos Creditórios – CRA – Certificado de Recebíveis do Agronegócio;
  • CRI – Certificado de Recebíveis Imobiliários;
  • Debêntures.

Green Bonds: Princípios de títulos verdes 

Os primeiros Títulos Verdes foram emitidos pelo Banco Europeu de Investimento e pelo

Banco Mundial, em meados de 2007. 

Desde então, o mercado evoluiu e obteve um rápido crescimento, cativando novos emissores como bancos comerciais e empresas, contam com centenas de moedas e países diferentes.

Conforme essa experiência, diversos benefícios podem ser obtidos com a emissão de Green Bonds (Títulos verdes).

Os grandes investimentos de Green Bonds no mundo:

  • 2010: Nikko Asset – Fundo de Green Bonds do Banco Mundial
  • 2014: Zurich Insurance – US$ 2 bilhões
  • 2014: Mirova – €1 bilhão (braço dedicado a Green Bonds do fundo Natixis Asset Management)
  • 2014: Banco Barclays –  £1 bilhão
  • 2015: Deutsche Bank – €1 bilhão
  • 2017: Natixis emitiu a primeira parcela verde específica em um título garantido por hipoteca comercial.
  • 2021: CIBC SQUARE 141 Bay – US$780 milhões (Maior empréstimo verde para construção de imóveis na história do mercado Canadense.)
  • 2019 a 2022: MarketAxess – somam US$77 bilhões (385,000 árvores plantadas)

Green Bonds: Como surgiram?

Foi no ano de 1992, que aconteceu a primeira Convenção Quadro das Nações Unidas para Mudanças Climáticas, junto ao Protocolo de Kyoto, criando um conjunto de orientações.

Essas orientações traziam instruções de como os países podem reduzir as emissões de gases que causam o efeito estufa.

Foi assim que deu início ao MDL – Movimento de Desenvolvimento Limpo, onde acontecia a emissão de crédito à medida que fosse reduzindo as emissões de gases na atmosfera, sendo possível aliar rentabilidade com sustentabilidade.

E foi no ano de 2015 que a BRF atuou como empresa de estreia, trazendo outras como Suzano e AES Tietê, levando um total superior a U$20 bilhões em emissões.

Tento uma visão global, empresas que estão vivendo esse propósito estão aumentando seu valor de mercado.

Green Bonds: Quem pode emitir títulos verdes?

No Brasil, os títulos de Renda Fixa são recursos de distribuição pública ou privada e podem ser adicionados para investimentos ambientais ou a benefícios climáticos reconhecidos, então, sendo assim têm potencial para se enquadrarem na categoria de Título Verde.

Alguns exemplos no Brasil que poderiam ser enquadrados nessa modalidade de títulos são:

  • Cotas de Fundos de Investimento em Direitos Creditórios (FIDC)
  • Certificado de Recebíveis do Agronegócio (CRA)
  • Certificado de Recebíveis Imobiliários (CRI)
  • Debêntures
  • Debêntures incentivadas de infraestrutura
  • Letras Financeiras
  • Notas Promissórias

Principais diferenças de títulos comuns com os de green bonds.

CaracterísticasTítulos VerdesTítulos comuns
São títulos de dívida✔️✔️
Pagam cupom periódico ou no vencimento✔️✔️
Podem receber nota de rating de crédito✔️✔️
Tipologia de acordo com garantia da dívida✔️✔️
Financiamento ou refinanciamento✔️✔️
Recursos destinados para Projetos Verdes✔️eventualmente
Rotulados como verdes e promovidos dessaforma junto aos investidores✔️
O emissor se compromete a algum nívelde transparência e documentação sobreo uso dos recursos nos Projetos Verdes✔️
Credenciais verdes dos projetos recebemavaliação externa✔️

Exemplo de projetos financiáveis pelos Green Bonds:

Quando menos esperar, se vocês piscarem logo de pressa já tem nova empresa brasileira emitindo alguma variação de título de dívida ESG.  

Já são o dobro de 2020, em uma pesquisa feita pela Sitawai mostrou que foram mais de R$54 bilhões de crédito fixado até 2 de julho deste ano. Contra, R$28 bilhões do mesmo período do ano anterior.

Descubra quais são os tipos de projetos financiados através de Green Bonds:

  • Gestão de Produtos;
  • Projetos que reduzem emissões;
  • Prevenção e controle de poluição;
  • Adaptação às mudanças climáticas;
  • Conservação da biodiversidade terrestre e aquática;
  • Gestão sustentável das águas e águas residuais;
  • Eficiência energética;
  • Edifícios Verdes;
  • Gestão de Tecnologias e Produção ecoeficientes;
  • Infraestrutura de energia renovável e limpa;
  • Transporte verde.

Os critérios para tornar projetos Green Bonds elegíveis

É necessário seguir um processo para que o título verde seja lançado. Os principais critérios são:

  1. Verde por “natureza”;
  2. Verde com qualificações;
  3. Ser testado caso a caso para atender requerimentos green mas, geralmente, são categorias excluídas.

O estudo da Análise do Atual Contexto Global e Regional dos Green Bonds fala que precisamos de uma regulação com regras específicas no Brasil e mais divulgação e conscientização do mercado.

Elaborar o projeto

Empresas e Governos se unem para criar projetos para cuidados ambientais que solucionem desafios relacionados às alterações climáticas. 

Geralmente são subordinados à Federação Brasileira de Bancos (FEBRABAN) e também o Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS)

Certificar

É feito uma análise do título por avaliadores externos, para verificar se o recurso será direcionado a projetos ambientais com métricas estabelecidas e claras.

Oferta

Órgão credenciado do mercado financeiro, por exemplo um banco, ou financeira e até mesmo empresa podem oferecer o título para investidores. Estabelecendo então um prazo, para o recebimento dos juros combinados.

Pós-oferta

É feito um monitoramento dos recursos. Quem emitir o título se torna responsável pela divulgação de relatórios informando o desempenho ambiental.

Como acontece o processo de emissão de Green Bonds?

Como já comentamos anteriormente neste artigo. Estamos falando de títulos de dívida emitidos exclusivamente para financiar projetos com impacto ambiental.

Eles são a prova de que a empresa está de fato investindo em ocupações ambientalmente benéficas:

  • Pré-emissão e elaboração do projeto;
  • Certificação: onde é analisado por uma avaliadora externa;
  • Emissão e Oferta;
  • Pós-emissão: monitoramento e controle de recursos.

Quais são as garantias requisitadas?

  • Fluxo de Caixa do Projeto;
  • Ações;
  • Contratos de Recebíveis;
  • Grupos de Ativos;
  • Ativos do Projeto;
  • Fianças e outros mais.

Quais são as documentações requisitadas?

O mercado financeiro desde 2022, deve identificar fundos com objetivo de 100% para investimentos sustentáveis. 

Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (ANBIMA) reuniu em uma página todas as informações para identificação com todos os documentos e informações, alguma delas são: 

  • Descrição da destinação dos recursos;
  • Second opinion;
  • Critérios e/ou Referência;
  • Avaliação e Nota de Risco de crédito;
  • Características e/ou benefícios ambientais, trazendo indicadores e métricas para avaliar o desempenho futuramente.

Quais são os benefícios para o emissor de Green Bonds?

  • Reconhecimento do comprometimento com a conservação do meio ambiente;
  • Ganhos Reputacionais;
  • Diversificação e ampliação da base de investidores;
  • Impacto Sócio-ambiental;
  • Possibilidade de captações com prazos mais longos.

Quais são os benefícios para o investidor de Green Bonds?

No mundo todo, as organizações que estão envolvidas com este objetivo estão aumentando cada vez mais seu custo no mercado, em conclusão, expandindo seus produtos para investidores com um viés sustentável.

O que são bastante específicos, e ganhando maior visibilidade por estarem associados a projetos que trazem reconhecimento diante da conservação ambiental. 

Para o investidor, o benefício também é fundamental, em particular alguns deles são:

  • Otimização da transparência no uso dos recursos;
  • Retorno financeiro;
  • Centralização de compromissos voluntários.

Indicadores para medir os impactos

E com indicadores de impacto bem definidos. O plano adiciona o monitoramento específico de controle dos recursos fornecidos, de acordo com a emissão de títulos, são eles:

  • Gestão de Resíduos;
  • Edifícios Verdes;
  • Gestão Ambiental;
  • Energia Renovável;
  • Gerenciamento de Esgoto e Água;
  • Eficiência Energética.

TerraMagna: o futuro é green e sustentável

Bom, agora você sabe tudo sobre o futuro dos investimentos sustentável, e projetos que estão trabalhando para mudar o mundo pra melhor.

Uma maneira de validar se a empresa está de alguma forma relacionadas a projetos de sustentabilidade é utilizar o manual de diretrizes dos títulos ESG da: B3 Produtos se serviços ESG 

Nós da TerraMagna temos a preocupação com a sua produção nunca parar, tanto no aspecto de levar crédito rápido e justo, quanto ao fato de aliarmos a sustentabilidade aos nossos projetos.

Nosso propósito como empresa é melhorar o mundo através da tecnologia, crédito justo, sem burocracia, de forma mais rápida e eficiente.

Venha ouvir o que nossos especialistas dizem e fique sempre com o olho no futuro:

Converse com nossos especialistas!

Procurando um tema específico?

Gostou do artigo?

Receba gratuitamente conteúdos exclusivos e inéditos por e-mail, feitos pelos especialistas da TerraMagna.

Veja também

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja também

Crédito seguro para o agronegócio

Av. Anchieta, 1078 – Jd Nova America

São José dos Campos – SP

Contato

 (12) 3923.3355

 [email protected]

(65) 9 9639.1505

Acompanhe as novidades