TerraMagna Logo
Portal do
produtor rural
Produtor mostrando produtos vindos de Plantacao de milho

Plantação de milho: 10 dicas para um plantio de sucesso

A plantação de milho é de extrema importância para a economia brasileira e mundial, além de ser uma cultura com forte participação no sustento de trabalhadores rurais e suas famílias.

O Brasil é o terceiro maior produtor de milho do mundo, ficando atrás apenas dos Estados Unidos e da China.

Se você tem um negócio no campo e deseja começar a cultivar milho ou já cultiva e busca melhorar a produtividade, está no lugar certo.

Vamos detalhar mais sobre a plantação de milho e listar 10 dicas para um cultivo de sucesso! Não deixe de conferir.

Tipos de milho

Há uma variedade de espécies de grãos de milho que pode ser cultivada pelos agricultores. Cada qual tem características próprias, como tamanho, sabor e cor.

Os principais são:

  • doce;
  • dentado;
  • milho-verde
  • duro;
  • farináceo;
  • milho-pipoca;
  • milho-doce;
  • milho-branco.

Melhor época para a plantação do milho

Definir a melhor época para plantar o milho requer a consideração de fatores climáticos, como temperatura e falta de chuvas, cruciais no sucesso da plantação desse item.

Há, ainda, outro ponto que define o melhor mês para o plantio: a região onde está localizada a sua lavoura.

No caso da primeira safra, ou safra de verão, ocorre entre os meses de outubro a dezembro, meses de chuvas na maior parte do território brasileiro. 

Nesses meses, a plantação de milho obtém sucesso devido à maior presença de água.

Segundo a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), setembro e novembro são os melhores meses para semear a silagem e o milho-verde nas regiões Centro-Oeste, Sul e Sudeste.

Já na segunda safra, também conhecida como safrinha, a melhor época para plantação de milho é logo após a colheita da safra de verão.

Na região Centro-Oeste e nos estados de Minas Gerais, São Paulo e Paraná, os meses de janeiro a abril são os melhores para realizar a safrinha.

Embora a safrinha seja um sistema menos benéfico, os métodos estão sendo cada vez mais aprimorados para aumentar o êxito da plantação de milho.

Leia também: A safrinha e o mercado de milho

Ciclo de desenvolvimento do milho

Há várias fases no processo de desenvolvimento do milho: germinação, crescimento vegetativo, florescimento, frutificação e maturidade fisiológica. 

O processo se inicia com a germinação. Nesse momento, o produtor rural realiza o plantio, e, em seguida, a planta emerge do solo.

Depois, vem o crescimento vegetativo. Durante essa fase, as folhas aparecem e, posteriormente, há o florescimento.

No ciclo do florescimento, ocorre a fecundação das sementes e inicia-se a formação dos grãos.

Já no período da frutificação, acontece o enchimento completo dos grãos.

E, então, chega a maturidade fisiológica, período final da frutificação, caracterizado pelo surgimento do “ponto preto” nos grãos.

Na última fase de desenvolvimento da plantação de milho, já pode haver a colheita e o armazenamento.

Plantio direto ou convencional: qual escolher?

A decisão entre plantio direto ou convencional para a plantação de milho vai depender do que mais se adequa à sua lavoura.

O plantio direto caracteriza-se por pouca intervenção no solo. O manejo é realizado pelo aproveitamento de matéria orgânica e outros resíduos de plantações anteriores.

Além de evitar a erosão e impulsionar a fertilidade, para esse tipo de plantio é necessário que o solo esteja coberto.

As vantagens do plantio direto incluem:

  • redução do risco de erosão;
  • melhora no desenvolvimento das raízes;
  • a água fica mais concentrada no solo.

Quanto às desvantagens, é necessário aplicar calcário na terra para aumentar a absorção de nutrientes pela planta, o que eleva os custos e trabalhos envolvidos.

Já no plantio convencional, a terra deve ser preparada para que toda a vegetação e os outros sedimentos sejam retirados.

Também há o revolvimento do solo por meio da aração e da gradagem.

Os benefícios do plantio convencional são:

  • aumento da liberação de nutrientes para as plantas de forma mais eficiente;
  • eliminação de pragas da terra;
  • prevenção contra a compactação do solo.

No entanto, há risco de erosão e falta de água no solo, além de os custos serem mais elevados do que no plantio direto.

10 dicas para a sua plantação de milho ser um sucesso

Ter uma colheita de qualidade e com o mínimo possível de perdas é o sonho de todos os trabalhadores rurais; afinal, isso é sinônimo de sucesso e altos lucros.

Por isso, trouxemos 10 dicas valiosas para você; confira:

  1. Examine o solo da plantação de milho

Analisando a fertilidade do solo, as necessidades dele são identificadas, como infertilidade, falta de um ou mais nutrientes, necessidade de irrigação, entre outras.

Se houver infertilidade, por exemplo, a observação direciona o agricultor a decidir qual é o melhor método de correção da terra.

Não se esqueça de que a ausência de nitrogênio compromete o desenvolvimento da plantação de milho.

Por isso, é tão importante a análise do solo e que a adubação seja feita de forma adequada, de acordo com a demanda.

  1. Verifique a temperatura 

O clima é um fator determinante do sucesso do plantio, portanto a temperatura deve ser avaliada. 

Normalmente, o clima ideal para o desenvolvimento do milho é, em média, 24 ºC, podendo chegar a no máximo 30 ºC.

Em regiões onde as temperaturas chegam abaixo de 10 ºC, a germinação do milho é prejudicada.

  1. Use sementes resistentes

Essa dica vai ajudar você a evitar problemas na sua lavoura, já que, ao adquirir grãos mais resistentes, há aumento da produtividade e controle de ervas daninhas.

Busque sementes de qualidade, de empresas distribuidoras de insumos confiáveis e com as devidas certificações.

  1. Faça a irrigação do solo com frequência

O milho precisa, acima de tudo, de água para se desenvolver. Suas raízes se tornam frágeis quando desidratadas.

Regue com frequência, mas sem encharcar o solo. Agricultores recomendam a irrigação pelo menos três vezes por semana.

Após a planta atingir 40 centímetros e começarem a aparecer as primeiras espigas, a irrigação deve ser feita semanalmente.

  1. Investigue a profundidade da terra

Dependendo do tipo de solo, é necessário verificar a sua profundidade e se ela é ideal para o plantio de milho.

Em solos arenosos, por exemplo, a fundura deve ser entre 5 e 8 centímetros. Já para os solos argilosos, é recomendado que a altura seja entre 3 e 5 centímetros.

  1. Considere os fatores que influenciam a plantação de milho

A luminosidade é um dos fatores que induzem o plantio de milho. Normalmente, a plantação necessita de luz solar direta para se desenvolver.

A análise do pH do solo também é importante. Solos muito ácidos prejudicam o crescimento das raízes e causam prejuízos à lavoura. 

O ideal é que o solo possua pH entre 5,5 e 6,8. Esses valores ajudam no processo de absorção de nutrientes pela planta, além de aumentarem a fertilidade da terra.

Para avaliar de maneira mais adequada, é ideal que o produtor agrícola tenha o auxílio de um engenheiro-agrônomo, que pode analisar a acidez do solo e propor melhores intervenções.

  1. Observe as condições climáticas

Antes de realizar o plantio, tenha atenção às estações do ano.

Dependendo da época, a cultura pode sofrer com as variações climáticas da sua região e não obter sucesso. 

É importante ter esse conhecimento para realizar o manejo de forma adequada e escolher o melhor período para plantar.

  1. Proteja a plantação de milho contra pragas

Monitorar constantemente a plantação ajuda a identificar pragas e outras ervas daninhas, para realizar o manejo fitossanitário.

Essa ação previne o surgimento e o desenvolvimento de doenças que podem destruir a sua plantação de milho. 

A presença de manchas, conhecidas como ferrugens, e pragas como a lagarta-do-cartucho e o caruncho atuam na extinção da cultura.

Talvez você se interesse por: Caruncho: boas práticas para afastar esse inseto da sua lavoura

  1. Tempo de colheita

O agricultor deve saber quando o milho está pronto para a colheita. 

De forma geral, a plantação de milho gera colheita por volta de 4 a 6 meses. As espigas podem ser vistas 50 dias depois da etapa de florescimento.

Por isso, para identificar o tempo de colheita ideal, é importante observar se as espigas estão com a cor marrom e secas. 

Em seguida, a colheita é realizada por meio da quebra da espiga.

  1. Invista em equipamentos de qualidade

Quando o plantio está muito denso, as plantas começam a competir por luz, água e nutrientes, e isso prejudica a plantação.

Desse modo, as plantas precisam ser distribuídas pelo solo para se desenvolverem de forma adequada.

Existem máquinas que auxiliam no espaçamento do plantio e garantem maior sobrevivência da lavoura.

Invista na sua plantação de milho com crédito rural da TerraMagna

Neste artigo, você pôde aprender mais sobre a plantação de milho, suas espécies de grãos, como é o seu desenvolvimento e a melhor época para plantio.

Além disso, também conferiu as dicas para obter a melhor produtividade possível. Então, não deixe de aplicar o que aprendeu em sua lavoura, ok?

E você não pode se esquecer do principal insumo para o sucesso da sua plantação de milho: crédito rural.

A TerraMagna oferece crédito simples e rápido para produtores rurais transformarem seu negócio no campo. 

Converse com nossos especialistas!

Procurando um tema específico?

Gostou do artigo?

Receba gratuitamente conteúdos exclusivos e inéditos por e-mail, feitos pelos especialistas da TerraMagna.

Veja também

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja também

Crédito seguro para o agronegócio

Av. Anchieta, 1078 – Jd Nova America

São José dos Campos – SP

Contato

 (12) 3923.3355

 [email protected]

(65) 9 9639.1505

Acompanhe as novidades