TerraMagna Logo
Portal do
produtor rural
Trator ao por do sol trabalhando por muita produtividade

Produtividade agrícola: saiba quem são seus inimigos

Você que é produtor sabe o que é produtividade agrícola? O tema está em alta e não é por menos. Hoje em dia, para aumentar a lucratividade, otimizar tarefas e tentar ao máximo manter tudo organizado, é preciso saber lidar com o tempo. 

Mas, claro, não é só isso. A produtividade agrícola também é essencial para o fornecimento de alimentos, equilibrar os mercados agrícola e de trabalho e, também, contribuir para a renda de muitas famílias que são dependentes dessa fonte. 

Até aqui já deu para entender o nível de importância da produtividade, não é mesmo? Então, leia este artigo até o final e entenda o que é esse conceito e como trazê-lo para a sua rotina. Boa leitura!

O que é produtividade agrícola? 

A produtividade não está atrelada à quantidade e à qualidade das tarefas produzidas em determinado período e aos recursos utilizados para executá-las. Essa é a definição que encontramos ao abrir o dicionário comum. 

Quando falamos em produtividade agrícola, fazemos referência à distribuição eficiente de recursos. Por isso, aprender como melhorar a produção é indispensável para conquistar uma agricultura mais produtiva. 

Atualmente, existem inúmeros métodos e técnicas que deram aos agricultores a oportunidade de, em longo prazo, aumentar consideravelmente a produção prezando pela sustentabilidade em suas fazendas. 

Não entraremos em detalhes neste artigo, mas vale mencionar que movimentos como a agricultura 5.0, as tecnologias verdes e as boas práticas de gestão rural já transformaram o agronegócio e estão constantemente sendo atualizadas. 

Como medir a produtividade?

Medir a produtividade é quase um cálculo matemático. O agricultor deve considerar o valor da produção final, comparando-o ao valor final dos insumos, à mão de obra ou até mesmo ao tamanho da terra utilizada na agricultura. 

Ao finalizar, ele terá uma média da proporção de produtos agrícolas rendidos (quantas toneladas de safras) com os insumos que foram investidos (dinheiro, mão de obra, água). 

Além disso, ainda será possível entender os aspectos que definem o desempenho de uma fazenda ou empresa agrícola. Contudo, convenhamos, não é um assunto tão fácil quanto parece.  

Sabe por quê? O aumento da produtividade agrícola é de fato indispensável para a população, mas o seu planejamento e execução devem ser cuidadosos. 

Por outro lado, é preciso assegurar a estabilidade e sustentabilidade ambiental. Então, há o dilema: como aumentar a produção sem colocar em risco o meio ambiente? 

Como é a produtividade agrícola na prática? 

Como vimos até agora, a produtividade agrícola é um ótimo indicador para entender o grau de desempenho de um agronegócio, certo?

Desse modo, os agricultores poderão estudar e entender como traçar as melhores estratégias para o seu negócio e levantar quais investimentos estão dando mais resultados. 

Resumindo, os custos estão dando o retorno esperado, mas jamais se pode deixar de lado a preocupação com a qualidade do que está sendo produzido.

Por isso, a estratégia de produtividade deve estar relacionada aos meios para combater as pragas, conciliar os desafios da rotina agrícola, preço dos insumos e manter uma operação estável. 

Mas o mais comum é a produtividade agrícola estar funcionando com base no nível de tecnologia que uma fazenda, por exemplo, utiliza em seu dia a dia. 

Claramente estamos falando sobre equipamentos. Máquinas automatizadas, sistemas PIMS, uso da bioenergia, entre outros recursos que melhoram a produtividade e, digamos, reduzem custos. 

Produção e produtividade agrícola são a mesma coisa? 

Definitivamente, produção e produtividade agrícola não são a mesma coisa. Justamente por isso é até interessante explicar um pouco esses dois conceitos. 

Que fique claro que a dúvida não é inerente apenas ao agronegócio, mas diz respeito a todos os mercados. 

Basicamente, a produção leva em conta apenas o total daquilo que foi produzido, independentemente de terra, mão de obra ou capital. O conceito está relacionado a todas as atividades destinadas à produção. 

Já a produtividade é o que indica como uma fazendo atingiu o nível de produção reportado. Portanto, representa a relação entre o que foi produzido e os recursos empregados.

Em suma, quais práticas foram adotadas, estratégia adotada, investimento aplicado, uso da terra, quantidade de mão de obra e quanto tempo foi gasto até se chegar a determinado nível de adoção. 

O que pode interferir negativamente
na produtividade agrícola? 

Para que o agricultor consiga aumentar sua produtividade, ele precisa entender quais obstáculos podem impedi-lo de atingir seus objetivos. 

Por isso, trouxemos aqui alguns deles. Assim, você poderá incluí-los nas suas estratégias de gestão rural. Confira a seguir. 

Clima 

Todo agricultor sabe que o clima é considerado vital para a lavoura. Afinal, temperaturas e nível de luminosidade são reflexos do clima, favorável ou não. 

Muito frio ou calor, por exemplo, causam vários prejuízos ao plantio, por impedirem que as plantas absorvam os nutrientes da terra. 

Claro que tudo depende do tipo de plantio, mas, de modo geral, o ideal é que a temperatura se mantenha amena ou em conformidade com o local da plantação. 

Fazendas localizadas no alto das montanhas costumam ser mais frias e úmidas. Já naquelas que estão mais para o centro-oeste, por exemplo, o sol é mais forte e as temperaturas, mais elevadas. 

Essas características climáticas podem prejudicar o desenvolvimento das plantas, afetando as colheitas, seus resultados e, também, sua produtividade. 

Além disso, o clima também interfere na incidência de luz sobre as plantas, característica indispensável e bastante controlada em algumas plantações. 

Se estiver mais instável, o clima proporciona períodos mais longos de tempo nublado. Quando isso acontece, o crescimento da maioria das plantas, como o milho, é prejudicado. 

Umidade

A água é vital para as lavouras, mas essa relação precisa ser muito bem avaliada para que a sua plantação conte com o nível de umidade adequado. 

Claro que para chegar em uma conclusão é preciso muito estudo e teste. Nesse caso, empregar a silvicultura deve ser considerado.

Não só isso. Essa é uma das formas de desenvolver um sistema de drenagem eficiente e descobrir quais são as melhores tecnologias de irrigação para investir. 

Algumas atuam na superfície, com aspersão, subirrigação ou de maneira localizada na plantação. 

Independentemente disso, seu primeiro cuidado deve ser o de evitar um déficit hídrico; a umidade deve ser uma constante na terra utilizada para o plantio.

Seu principal benefício é ajudar as plantas a desenvolverem raízes mais fortes e capazes de absorver a quantidade de nutrientes adequada.  

Mas cuidado! Nada de afogar as plantas. O excesso de umidade altera a química do solo e desequilibra o cultivo delas. 

Solo  

O nível de fertilidade do solo também é um fator importante para otimizar a produtividade agrícola. Afinal, quanto mais bem preparado for o terreno, mais fácil e valioso será o cultivo. 

A fertilidade também está atrelada ao teor de nutrientes no solo. Então, entender qual o nível balanceado desejado é o que faz com o que o terreno garanta o crescimento pleno do plantio. 

Dito isso, é importante ressaltar que a fertilidade não é o único problema encontrado pelos agricultores. Um documento da Embrapa revela que, no Brasil, a erosão tem gerado grandes perdas

Estamos falando de 500 milhões de toneladas de solo e de 8 milhões de toneladas de adubo usadas nas lavouras. Para a agricultura, isso significa limitação do potencial produtivo e maior risco de perdas por estiagem. 

Por isso, é tão importante tomar cuidado com o manejo do solo e, também, com a sua fertilidade, para não prejudicar a produtividade, qualidade e preservação do meio ambiente. 

Pragas

Todo agricultor sabe que as pragas podem acabar com a plantação rapidamente. Por isso, é importante investir em insumos para controlar infestações, a fim de manter e potencializar a produtividade agrícola.

Mas não basta só investir em defensivos agrícolas; é preciso saber como aplicar esses produtos corretamente também. Isso porque o uso incorreto pode adoecer as plantações.

Por isso dizemos que é uma prática que exige bastante conhecimento técnico e investimentos para garantir colheitas mais rentáveis e seguras. 

Curiosidade: minhocas podem aumentar a produtividade agrícola

Até agora, explicamos o que é produtividade agrícola, como pode ser medida e os fatores que podem atrapalhá-la, certo?

Mas para encerrar este artigo, trouxemos a constatação de um estudo publicado na Scientific Reports, em 2014, única publicação de acesso livre do Nature Publishing Group

Os estudiosos constataram que a presença de minhocas no solo aumenta a produtividade agrícola. A produtividade de grãos cresceu 25%, e a biomassa aérea de plantas, em especial as utilizadas em pastagens, 23%. 

Após muitas observações, os autores concluíram que as minhocas são importantes para dois tipos de agricultores. 

O primeiro é representado por aqueles que só podem usar baixas doses (ou nenhum) de adubo nitrogenado, porque não têm condições financeiras ou acesso a ele.

O segundo se refere àqueles que não querem usá-lo, pois dependem do processo de decomposição natural da matéria orgânica para liberar os nutrientes para as plantas. 

É por causa disso que, em sistemas intensivos de produção, que demandam bastantes insumos e adubos químicos, os benefícios da minhoca sobre a produtividade das culturas serão menores. 

Como pode ter percebido ao encerrar esse conteúdo, descobrir quais são as melhores estratégias para aumentar a produtividade agrícola tem sido uma das prioridades do agricultor. 

Por esse motivo, seus investimentos devem ser bem calculados e, claro, considerados caso queira resultados ainda melhores. Afinal, é necessário modernizar e automatizar o manejo do solo para início de conversa. 

TerraMagna: para você modernizar sua lavoura

E para você que tem planos de adquirir as melhores tecnologias e insumos para otimizar sua rotina agrícola, conte com a TerraMagna!

Fornecemos créditos sem burocracia e com mais rapidez para que os seus planos saiam do papel. 

Converse com nossos especialistas!

Procurando um tema específico?

Gostou do artigo?

Receba gratuitamente conteúdos exclusivos e inéditos por e-mail, feitos pelos especialistas da TerraMagna.

Veja também

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja também

Crédito seguro para o agronegócio

Av. Anchieta, 1078 – Jd Nova America

São José dos Campos – SP

Contato

 (12) 3923.3355

 [email protected]

(65) 9 9639.1505

Acompanhe as novidades