TerraMagna Logo
Portal do
produtor rural
Sementes de Milho com excelente qualidade. Insumos assim que você deve ser capaz de adquirir.

A era das sementes de milho transgênico: o que você precisa saber

Você que é agricultor sabe o quanto as sementes de milho transgênico estão sendo cada vez mais valorizadas. O tema não é atual, mas ainda assim merece atenção. 

Hoje, pode-se dizer que o milho é uma fonte importantíssima de segurança alimentar global. 

Graças aos avanços da biotecnologia, foi possível desenvolver híbridos de milho com genética superior, Bt e RR, que reduzem a pressão sobre os recursos naturais. 

Então, isso significa práticas agrícolas mais sustentáveis, contribuindo para preservação do meio ambiente, e, claro, modernizando e profissionalizando os agricultores que precisam desenvolver  técnicas modernas de cultivo. 

Sobre o milho, características gerais, já explicamos anteriormente e você pode conferir o artigo na íntegra aqui. Este artigo será dedicado ao milho transgênico. Boa leitura!

Sementes de milho transgênico: o que é? 

A partir da transferência de genes, inclusive de indivíduos de outras espécies, que representam características de interesse, é basicamente assim que as sementes de milho transgênicas são obtidas. 

O objetivo é conseguir um material com características pré-definidas. No que diz respeito ao milho, em específico, é necessário obter materiais resistentes às principais lagartas do milho e ao uso de herbicidas. 

No Brasil, quanto ao desenvolvimento de milhos transgênicos, o destaque é por conta da introdução de genes da bactéria Bacillus thuringiensis no milho. 

Com isso, a planta de milho produz uma proteína tóxica e letal para acabar com as lagartas (lepdópteros) que acabam com as plantações. 

Para a economia isso é ótimo, já que reduz significamente o custo de produção da cultura, com compra de defensivos agrícolas. 

Além disso, contribui ainda para a produtividade da cultura e, consequentemente, em sua rentabilidade. 

Quais são os benefícios do milho transgênico? 

O que pode justificar o aumento e preferência pelas sementes de milho transgênico é o crescimento constante da área plantada. Em 2020, a expectativa foi de 98 milhões de toneladas.

Então, para além dos benefícios diretos da tecnologia das sementes transgênicas, como ganho de produtividade e redução do uso de defensivos químicos, está também a economia que será proporcionada ao produtor. 

Ou seja, no fim das contas, o que ele irá poupar de inseticidas, poderá investir em novas tecnologias, mão de obra, entre outras necessidades primárias.

Além disso, as sementes de milho transgênico também são altamente resistentes aos insetos e pragas, o que limita os danos causados por eles. Ou seja, menos prejuízos com microrganismos.

Afinal, sabemos que as aberturas causadas por insetos e lagartas abrem espaço para proliferação de fungos e bactérias que produzem micotoxinas. 

Para quem não sabe, as micotoxinas são extremamente prejudiciais para os homens e animais. 

Alguns estudos inclusive chegam a mostrar que a utilização de sementes transgênicas reduz 29% a concentração dessas toxinas se comparado ao milho não modificado. 

Justamente por esse motivo, as tecnologias usadas nesses cultivares colaboram com o aumento da produtividade e melhor custo-benefício para o controle de pragas. 

No fim das contas, o agricultor, de fato, só tem a ganhar. 

E até mesmo o consumidor pode ter um proveito, já que esses fatores refletem na disponibilidade do produto no mercado e redução do custo.

Agora, quando falamos em volume de produção, a biotecnologia rendeu uma produção de 498 milhões de toneladas de milho no mundo, desde quando começaram a utilizar sementes de milho transgênico.

A tendência, então, é que a tecnologia das sementes transgênicas sejam ainda mais utilizadas em programas de melhoramento genético para a produção de sementes híbridas de milho.

Para além disso, as cultivares desenvolvidas com características de tolerância à seca e ao calor, que são normalmente mais usadas por produtores de regiões secas e áridas, serão mais relevantes principalmente por causa das mudanças climáticas

E os produtores, por sua vez, mesmo com essas mudanças, ainda continuarão tendo renda, promovendo a disponibilidade de alimentos em diferentes regiões e reduzindo os impactos ambientais da atividade agrícola. 

Breve história no Brasil

A Comissão Técnica Nacional de Biossegurança (CTNBio) autorizou apenas em 2007 a comercialização do milho transgênico. O plantio iniciou um ano depois, a partir da safra de 2008/2009. 

Na época, os dois primeiros milhões aprovados e permitidos para o cultivo em solo brasileiro eram altamente resistentes a insetos-praga ou tolerantes ao herbicida glufosinato. Até 2020, 61 eventos foram aprovados. 

Ao que tudo indica, o milho transgênico só ganhou notoriedade por aqui por conta de fatores como:

  • sucesso com a experiência da soja transgênica aprovada anteriormente;
  • graças a eficiência e avanços tecnológicos;
  • necessidade extrema em descobrir como combater efetivamente a uma das principais pragas da cultura – insetos lepidópteros. 

Mas no começo, nem tudo foi fácil. Após a liberação do uso de cultivares transgênicas de milho no Brasil, a porcentagem de milho transgênico era de apenas 6%, segundo dados da CropLife Brasil. 

Em apenas dez safras de liberação comercial deste tipo de semente, a porcentagem aumentou consideravelmente, encontrando-se acima de 59% desde a safra de 2014/2015. Em 2018/2018, chegou a 89%

Já na safra de 2019/2020, foi 66,8% de eventos transgênicos para 196 cultivares de milho disponíveis para cultivo. Deles, só 65 cultivares são convencionais, do total 79% são milhos híbridos.

Como mencionamos, apenas para reforçar, os eventos transgênicos com alta comercialização são aqueles que apresentam alta resistência às principais lagartas que atacam a cultura, e oferecem resistência ou tolerância a diferentes herbicidas. 

De qualquer forma, a CTNBio já aprovou outros eventos de milho, aqueles que tolerância ao calor e à seca e restauração de fertilidade.

CTNBio aprovou o uso comercial de milho transgênico resistente a lagartas

A ciência brasileira acaba de ganhar mais um marco! Ainda na primeira semana de junho de 2022, a CTNBio aprovou o uso comercial do milho geneticamente modificado para resistência a insetos, denominado evento EH913. 

A nova tecnologia, proveniente de um gene específico da bactéria Bacillus thuringiensis (Bt), mostrou-se bastante eficiente contra pragas lepidópteras, mais especificamente, a lagarta-do-cartucho e broca-da-cana. 

Os estudos foram um verdadeiro sucesso, e a performance do EH913 está próxima a melhor tecnologia Bt. 

Em ensaios de laboratório, segundo a Embrapa Milho e Sorgo e Helix, o produto manteve a eficácia mesmo sendo diluído 25 vezes em dia artificial. 

Por isso, conclui-se que as expectativas são altas para o manejo de resistência de insetos. 

Mas o sucesso ainda se explica pelo fato de o milho com o evento EH913 também revelou eficácia contra populações de Spodoptera frugiperda resistentes às proteínas Bt presentes no mercado.

Isso, claramente, indica ausência de resistência cruzada com essas tecnologias e, claro, reforça ainda mais o caráter inovador para o combate e controle de pragas em terras brasileiras. 

Apenas para contextualizar, o EH913 é fruto de uma parceria público-privada 100% nacional entre a Embrapa e a Helix, empresa do grupo Agroceres. 

Como você pode ter notado ao encerrar este artigo, as sementes de milho transgênico realmente podem ser consideradas ouro. 

Afinal, trazem inúmeros benefícios para o mercado, meio ambiente, consumidor final e produtor agrícola.

TerraMagna: crédito fácil para o agricultor rural

E sabe como você pode garantir o seu investimento em grãos? Contando com o crédito rápido e fácil proporcionado pela TerraMagna. 

Por meio da tecnologia, conseguimos desburocratizar e acelerar esse processo que, hoje, infelizmente ainda é bastante complicado. 

Fale com um especialista e tenha uma experiência simples e segura para continuar cuidando do seu negócio com as melhores tecnologias, grãos e insumos do mercado. 

Além disso, continue acompanhando nosso blog e compartilhe esse conteúdo com quem mais possa se interessar pelo assunto. 

Procurando um tema específico?

Gostou do artigo?

Receba gratuitamente conteúdos exclusivos e inéditos por e-mail, feitos pelos especialistas da TerraMagna.

Veja também

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja também

Crédito seguro para o agronegócio

Av. Anchieta, 1078 – Jd Nova America

São José dos Campos – SP

Contato

 (12) 3923.3355

 [email protected]

(65) 9 9639.1505

Acompanhe as novidades