Problemas de escoamento afetam lucro no agronegócio

Não é de hoje que o escoamento da produção agrícola é um problema para o agronegócio brasileiro. Não precisamos andar muito pelo país para encontrarmos estradas com buracos ou sem pavimentação, trazendo riscos não apenas financeiros como também para quem trabalha com o transporte.

Segundo a CNA (Confederação Nacional da Agricultura e Pecuária), em publicação recente no livro “Perdas em transporte e armazenagem de grãos: panorama atual e perspectivas”, lançado pela CONAB, 85% dos grãos produzidos no Brasil são transportados por rodovias. Mas, apenas 12,4% da malha rodoviária é pavimentada.

Apesar do protagonismo do escoamento ser pelas estradas – muitas vezes por falta de opção – os problemas não se limitam apenas a isso, as dificuldades estão por todos os lados. Ferrovias (que representam cerca de 11% do transporte) e portos (responsáveis por 4% do escoamento), também sofrem com a falta de investimentos.

Para termos uma ideia da escassez no transporte, dos 28,6 mil quilômetros de ferrovias, somente 1/3 encontra-se em operação, de acordo com o estudo publicado.

Longe de ter uma logística eficiente, o problema aumenta o custo de produção além de perdas que muitas vezes são inevitáveis.

Na região nordeste do Mato Grosso, por exemplo, produtores estão contabilizando prejuízos. A BR-158 conta com 120 quilômetros sem pavimentação. Devido às chuvas, no local existem filas de caminhões com a produção de soja colhida e que não conseguem chegar aos seus destinos. Vale lembrar que o estado é o maior produtor do grão no Brasil.

As perspectivas para o setor são boas! A safra de grãos deve bater recorde e chegar a 262,2 milhões de toneladas neste ano. Já o VBP (Valor Bruto da Produção) agropecuária deve alcançar R$ 1,142 trilhão em 2021. Diante de um cenário tão positivo fica um ponto de reflexão: como estamos nos preparando para esse crescimento? Será que temos estrutura para suportar números tão expressivos de produção? 

Fazer um planejamento eficiente para a safra e investir em infraestrutura é fundamental para que o agronegócio brasileiro continue sendo referência mundial além de ser, é claro, um pilar fundamental para a economia do nosso país.

Espero que tenham gostado da leitura. Até a próxima semana!

Link para as publicações da Conab: https://www.conab.gov.br/institucional/publicacoes/outras-publicacoes

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Procurando um tema específico?

Gostou do artigo?

Receba conteúdos como esse, gratuitamente, por e-mail.

Crédito seguro para o agronegócio

Av. Anchieta, 1078
     Jardim Nova America
     São José dos Campos – SP

+55 (12) 9 8121-0847

[email protected]