TerraMagna Logo
Portal do
produtor rural
O Contrato de Barter bem estabelecido e feito corretamente pode trazer sucesso para ambas as partes.

Contrato de Barter – Conheça os perigos!

O contrato de Barter vem ganhando favoritismo desde os anos 90, com um “boom” em 2013, trazendo um novo patamar no agronegócio.

O ponto chave dessa operação é o produtor rural não precisar tirar dinheiro do bolso para comprar insumos agrícolas no início da produção.

Na operação de Barter, o pagamento dos insumos adquiridos é realizado no final da safra, com parte da produção, ou no momento da negociação, caso já tenha produto armazenado.

Ele é uma alternativa para garantir a safra.

Por exemplo, se o produtor tem milho, pode negociá-lo e trocar por insumos para o fomento da lavoura, como sementes ou herbicidas.

O que é o Contrato de Barter?

O Contrato de Barter ou Operação de Barter é uma negociação financeira que acontece entre o produtor rural e a distribuidora de insumos agrícolas a fim de pagar com parte da produção final.

Barter, uma expressão inglesa, significa troca, escambo ou permuta, onde o combinado é formalizado bem antes da colheita, impedindo a variação de preço.

Mas não se engane que o Barter está longe de ser uma simples troca, ele traz uma estrutura complexa e bem aparelhada que pode envolver:

Como funciona o Contrato de Barter?

O produtor rural precisa de insumos, mas não pode pagar com dinheiro, procura uma distribuidora, firma um acordo através de uma CPR – Cédula do Produtor Rural.

Essa CPR deve ser formalizada por um profissional, bem elaborada, trazendo consigo todas as condições do negócio, pois qualquer erro pode trazer prejuízos.

São três interessados na negociação: Produtor, distribuidora de insumo e a trading ou consumidor de grão

A distribuidora tem uma parceria com o trading, que é o interesse final do contrato de Barter, ele que negocia ações, compra, vende ou exporta os grãos.

Existe ainda uma grande possibilidade do produtor rural negociar diretamente com uma trading ou cooperativa, isso vai depender do valor da CPR.

Muitos produtores já vieram para a TerraMagna e estão aproveitando os melhores benefícios, venha você também:

Fale com um especialista e tire suas dúvidas!

Prós e contras do Contrato de Barter

O Contrato de Barter garante uma proteção ao produtor rural, visto que a negociação será travada e impede oscilações de preço de commodities e produtos. 

Sendo assim, essa operação livra o produtor de se preocupar com o refinanciamento de capital de giro, já que ela não envolve dinheiro, sua moeda é a sua produção.

Por envolver uma CPR, os riscos são mitigados, pois ela legaliza e formaliza o processo, deixando ambas as partes fora do prejuízo.

Esse contrato de Barter pode ainda resolver eventuais problemas com armazenamento da safra.

Agora olhando para as desvantagens, podemos destacar que pode vir a envolver taxas de juros altas, endosso da CPR, quebra de safra, entre outros.

A segurança nessa operação é a chave para o sucesso

É possível realizar um contrato de Barter mais seguro, venha conhecer a nossa empresa, a TerraMagna.

Possuímos uma área jurídica que confere todo apoio na oficialização de uma CPR segura para o produtor e o distribuidor.

Trabalhamos com o que há de mais seguro no mercado, venha conferir: Quero falar com um especialista em Crédito Rural e Barter!!!

Procurando um tema específico?

Gostou do artigo?

Receba gratuitamente conteúdos exclusivos e inéditos por e-mail, feitos pelos especialistas da TerraMagna.

Veja também

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja também

Crédito seguro para o agronegócio

Av. Anchieta, 1078 – Jd Nova America

São José dos Campos – SP

Contato

 (12) 3923.3355

 [email protected]

(65) 9 9639.1505

Acompanhe as novidades