TerraMagna Logo
Portal do
produtor rural
Insumos para o agro é a base para que a produtividade só aumente.

Insumos agrícolas: guia completo sobre o tema!

Os insumos agrícolas são elementos necessários para a produção de algum produto ou serviço. Sem eles, não há produção. 

Embora seja de conhecimento geral a importância desses elementos, muitos produtores não sabem com profundidade tudo sobre os insumos!

Aqui, neste artigo, vamos apresentar todas as informações que você precisa saber sobre os insumos agrícolas. 

Assim, você não vai passar pelo “perrengue” de ficar desatualizado nesse tópico! 

Está pronto para aprender mais sobre o tema? Então continue lendo!

O que são insumos agrícolas?

Primeiramente, precisamos esclarecer o conceito de insumo: trata-se de qualquer elemento ou material utilizado para a produção de um produto ou serviço. 

Nesse sentido, elementos como defensivos agrícolas, fertilizantes e equipamentos maquinários podem ser considerados insumos, visto que são parte essencial das produções agrícolas!

A origem da palavra já diz muito sobre ela: vem do latim insumere e significa “fazer o uso de”. Essa definição mostra que os insumos vão muito além do produto final.

Por exemplo, a mão de obra do produtor pode ser considerada um insumo, assim como um trator ou outro investimento. 

Qual a importância dos insumos?

Os insumos são essenciais para a agricultura; sem eles, não existe o produto final. Além de garantirem o resultado, eles permitem que o processo também ocorra da maneira correta.

Afinal, usando os insumos certos, é possível controlar e aumentar a produtividade de uma plantação, o crescimento em alta escala, a redução de custos, etc. 

Vale ressaltar que os insumos são usados em duas maneiras de produção: a agricultura orgânica e a tradicional. 

Para a agricultura tradicional, destaca-se a importância deles no uso de tecnologias de adubos, como os químicos, sintéticos e mecânicos.  

Já na orgânica, o uso deles concentra-se na utilização de matérias-primas naturais que geram produtos agrícolas!

Em cada tipo de produção, os insumos são usados para fins específicos, que podem variar de acordo com as demandas. 

De qualquer forma, o uso é importante e vai variar, então é necessário conhecer os tipos de insumos – para saber quais usar!

Quais os tipos de insumos atualmente?

Os insumos podem ser usados como fatores de produção ou como matérias-primas. 

Resumidamente, os de produção são relacionados ao capital, lucro, jornada de trabalho e maquinário, enquanto que os insumos de matéria-prima são usados durante a produção.

Antes de explicarmos ambos com mais detalhes, é importante que você conheça os três principais tipos de insumos:

Biológicos

Os insumos biológicos são os compostos orgânicos utilizados na produção, como adubos, fertilizantes, esterco, insetos, restos de colheitas, etc. 

Mecânicos

Os insumos mecânicos são as máquinas, equipamentos e metodologias, ou seja, trata-se de elementos tecnológicos envolvidos no processo de cultivo.

Esse tipo de insumo é essencial na rotina rural e na execução de tarefas, devido a rapidez que gera aos processos.

Químicos

Os insumos químicos são os materiais oriundos de minerais e rochas, como o calcário, agrotóxicos, adubos químicos, etc.

E implementos agrícolas, o que são?

Esse é um tópico importante, vale a pena dedicar um parágrafo a ele! Uma dúvida comum das pessoas é a respeito dos implementos agrícolas, que nada mais são do que alguns insumos agrícolas na prática. 

Desse modo, podem ser definidos como equipamentos acoplados a um sistema. Esses implementos têm um objetivo claro: otimizar a atividade agrícola. Tendo isso em vista, alguns dos principais são:

Arados

O arado é o implemento que prepara o solo para o cultivo de plantas. 

Ele revolve a camada superficial do solo e promove o enterrio de outros cultivos ou de plantas daninhas.

Além disso, melhora a infiltração da água e é um dos implementos agrícolas mais usados na construção de curvas de nível.

Existem tipos de arados e eles são divididos em arados de discos e de aivecas. 

Subsolador 

O subsolador é a implementação que executa a subsolagem do solo – trata-se de uma ação mecânica para diminuir a resistência do solo às raízes. Geralmente, ele é usado em regiões em que o solo está muito compactado. 

Para isso, são usadas hastes que podem atingir até 1,10m de profundidade, assim o subsolador realiza a descompactação das camadas do solo. 

Grades aradoras e niveladoras

Da mesma maneira que os arados, as grades são usadas para preparar o solo – mas não apenas para isso! Elas também melhoram as condições dele. 

Elas atuam desagregando e quebrando torrões, nivelando a superfície, picando e incorporando os restos de cultura, além de incorporar também os insumos.

Pulverizadores

Os pulverizadores são responsáveis por aplicar produtos fitossanitários nas lavouras. 

Com isso, ajudam a mantê-las longe de pragas, insetos e plantas daninhas. Esse implemento é versátil, e existem várias opções, dois dos principais são:

  • Atomizador: ideal para a aplicação de fitossanitários na fruticultura, leva uma corrente de ar até a copa das árvores;
  • Barra: podendo ser utilizado em vários tipos de cultivo, ele usa um tanque e barras com bicos de aplicação.

Semeadoras

As semeadoras são a classe de implementos agrícolas que mais evoluiu nos últimos anos! 

Elas são responsáveis por depositar a semente no solo para o desenvolvimento das plantas. 

Atualmente, além de semear, esse implemento tem outras funções, como a semeadora-adubadora. 

Ao mesmo tempo em que semeia, ela também aduba a semente diretamente no sulco de plantio.  

Esses são os implementos de insumos mais conhecidos e usados. É evidente que, com a ajuda deles, as plantações ficam mais produtivas e preparadas para os cultivos!

Agora, chegou o momento de você conhecer mais a fundo as classificações de insumos, aquelas três que mencionamos anteriormente!

Classificação dos insumos agrícolas

Insumo do trabalho

Esse tipo de insumo é relativo à mão de obra dos envolvidos na produção, como o trabalho de um tratorista.

Visto que a mão de obra faz parte da produção, ela também é considerada um insumo. 

Insumo capital

O insumo capital diz respeito ao dinheiro investido para que uma produção seja feita; como exemplo, temos o crédito agro!

Vale ressaltar que o dinheiro só é insumo caso ele faça parte da produção diretamente.

O dinheiro gasto com transporte, alimentação dos colaboradores e coisas do tipo não entram nessa classificação. 

Insumo natural

Podemos chamar também de matéria-prima, e é um dos insumos mais conhecidos pelas pessoas! 

Algodão, madeira, lã, água e outros produtos do tipo são exemplos clássicos de insumos naturais.

Eles são qualquer produto que venha da natureza e seja base para a produção. 

Uma dúvida comum sobre o insumo natural é: insumo e matéria-prima são a mesma coisa?

E a resposta é não! Vamos explicar agora qual a diferença entre os dois. 

Diferença entre insumo e matéria-prima

Muitas vezes, esses termos são vistos como sinônimos, no entanto não são. Eles têm definições e fins diferentes – por isso, é essencial saber diferenciá-los.

O que é matéria-prima?

A matéria-prima é tudo que é necessário e imprescindível para a produção de um determinado produto. Existem três tipos de matéria-prima: vegetal, animal e mineral, e podem ser usadas no estado natural ou transformadas. 

Um exemplo conhecido de matéria-prima é o algodão, que é transformado em fio, depois em tecidos e, por fim, em um material semiacabado. 

Ele é utilizado como matéria-prima para fabricar diversos produtos.

Enquanto a matéria-prima se torna parte do produto final, o insumo pode ser um bem ou serviço utilizado para a produção ou realização. 

A matéria-prima, o capital investido, o uso dos equipamentos e mão de obra podem ser definidos como insumos.

Vale lembrar que toda matéria-prima é um insumo, mas nem todo insumo é uma matéria-prima.

Seguindo os exemplos da matéria-prima, na fabricação de um parafuso, o torno mecânico, o profissional que utiliza o torno e o próprio metal utilizado são considerados insumos.

Qual a importância de diferenciar os dois conceitos?

É evidente que tanto os insumos quanto as matérias-primas são importantes para uma produção agrícola

Mais do que isso, entender exatamente o que eles são, para que servem e por que são tão necessários permite que você tenha uma visão mais ampla do agronegócio.

Pode ajudar você a pensar em alternativas para fazer um negócio crescer e entender o motivo de certos investimentos darem certo ou não. 

Enquanto o conceito de matéria-prima tem a ver com o tipo de material físico que é empregado de alguma forma na produção e que é visível no produto final, o conceito de insumo diz respeito a um bem que é utilizado para essa produção, mas que não necessariamente está no produto final.

Existem elementos que podem ser insumos e matérias-primas ao mesmo tempo, porém é necessário entender a diferença e saber se o produto será usado como insumo ou matéria-prima. 

Entender as diferenças entre insumos e matéria-prima é fundamental para que nenhum detalhe passe despercebido na gestão.

Assim, você pode ter uma visão mais ampla de cada demanda dentro de uma produção!

Invista no insumo mais importante de todos!

Não podemos deixar de mencionar um dos insumos mais importantes para qualquer produção: o crédito! Ele vai ajudar você a ter plantações mais produtivas a longo prazo.

A TerraMagna pode ajudar você com isso! Atuamos com uma tecnologia de ponta que permite conceder crédito para distribuidores e produtores de forma mais rápida e com taxas mais justas!

Avaliamos o histórico do produtor, sua capacidade de produção e acompanhamos a lavoura por monitoramento via satélite, entre outras tecnologias, do plantio até a colheita.

Quer saber mais?

Converse com nossos especialistas!

Procurando um tema específico?

Gostou do artigo?

Receba gratuitamente conteúdos exclusivos e inéditos por e-mail, feitos pelos especialistas da TerraMagna.

Veja também

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja também

Crédito seguro para o agronegócio

Av. Anchieta, 1078 – Jd Nova America

São José dos Campos – SP

Contato

 (12) 3923.3355

 [email protected]

(65) 9 9639.1505

Acompanhe as novidades