TerraMagna Logo
Portal do
produtor rural

SOLUÇÕES TECNOLÓGICAS PARA O AGRONEGÓCIO

Competitividade, inovação e tecnologia estão cada vez mais no dia a dia da agricultura, e os envolvidos na produção de alimentos precisam estar ainda mais conectados para avançarem em sua produtividade. A tecnologia e as pesquisas são ferramentas que substituíram, muitas vezes, o trabalho braçal; vieram para aumentar a competitividade no campo.

Os estudiosos da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz da Universidade de São Paulo (Esalq/USP) estão entres os pioneiros brasileiros na aplicação das tecnologias para a implantação da agricultura de precisão, aproximando o campo das instituições de pesquisa. Outros centros de pesquisa que também se destacam são a Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) e a Universidade Federal de Viçosa (UFV). Além disso, a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), com mais de 40 unidades no Brasil e no exterior, reúne pesquisadores que ajudam na introdução de novidades e aperfeiçoam a produção agrícola das lavouras, além de contribuírem para o avanço da tecnologia no agronegócio brasileiro.

Foi assim que, nos últimos anos, os frutos desses estudos e pesquisas permitiram que o agronegócio tivesse acesso a novas tecnologias que ajudam na gestão da propriedade, a linhas de financiamento e a programas de inovação.

Para que o setor possa comprar os produtos que resultam desses estudos, como os programas de automação, monitoramento e gerenciamento, o Plano Safra 2022/2023 destinou uma parte dos recursos subsidiados para o produtor que deseja investir e precisa de crédito. São R$ 3,51 bilhões em recursos, com juros de 10,5% ao ano para projetos. Dentro do Programa de Incentivo à Inovação Tecnológica na Produção Agrícola – o Inovagro –, é possível comprar serviços de agricultura de precisão que mostrem, por exemplo, como o solo pode ser corrigido com o uso de mapas de aplicação de fertilizantes e corretivos, maquinário de automação e até programas de computadores que auxiliem no gerenciamento das atividades na propriedade.

Outra vantagem das novas tecnologias aplicadas nas lavouras são as zonas de manejo criadas com os mapas feitos por meio de georreferenciamento. A ferramenta ajuda a conhecer as lavouras e a realizar, por exemplo, a aplicação de fertilizantes. Desse modo, é possível fazer a avaliação durante todo o período de desenvolvimento da área em produção, o que facilita os cálculos para o uso de insumos e a lucratividade da safra.

Além disso, a tecnologia também contribui para o acesso a financiamentos. Recursos tecnológicos colaboram para que a concessão de crédito seja mais rápida, com taxas de acordo com o risco da operação e com menos burocracia no mercado.

É possível perceber que, juntas, pesquisas e tecnologias tornaram os investimentos mais lucrativos e as lavouras mais eficientes. Isso vem ampliando a produtividade no curto prazo e aumentando o retorno em escalas cada vez maiores, o que comprova que é preciso ter crédito mais acessível para que as descobertas cheguem rápido ao produtor rural. Assim, as ações que envolvem o plantio e a colheita se tornam cada vez mais eficazes.

Procurando um tema específico?

Gostou do artigo?

Receba gratuitamente conteúdos exclusivos e inéditos por e-mail, feitos pelos especialistas da TerraMagna.

Veja também

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja também

Crédito seguro para o agronegócio

Av. Anchieta, 1078 – Jd Nova America

São José dos Campos – SP

Contato

 (12) 3923.3355

 [email protected]

(65) 9 9639.1505

Acompanhe as novidades