TerraMagna Logo
Portal do
produtor rural
Do alto a biodiversidade mostrando a floresta e a riqueza verde

Biodiversidade: qual é a ligação dela com a agricultura?

A proteção da biodiversidade é um assunto cada vez mais importante e tem estampado capas de jornais e revistas com frequência.

Isso não acontece à toa; afinal, a preocupação com o meio ambiente aumentou, motivada pela exploração excessiva dos recursos naturais pelo ser humano.

Caso a mentalidade não mude, setores essenciais para a vida, como a agricultura, tendem a sofrer grandes baques no futuro.

Neste artigo, você entenderá a importância da proteção da biodiversidade, como ela se relaciona com a agricultura e muito mais!

O que é a biodiversidade?

Biodiversidade, também conhecida como diversidade biológica, é um termo usado para descrever a riqueza e a variedade do mundo natural; ou seja, trata-se de uma nomenclatura que abrange todas as espécies que compõem um ecossistema.

O conceito também está ligado à variação de organismos de uma mesma espécie e sua abundância, sendo essencial na ecologia e amplamente utilizado desde os anos 1980.

Quando falamos em biodiversidade, precisamos ter em mente que ela está presente em todo o planeta, dos desertos às tundras congelantes. Claro, em algumas regiões, ela será mais ou menos variada, mas ainda assim existente.

De acordo com a World Wide Fund for Nature (WWF), no Brasil estão cerca de 20% das espécies conhecidas em todo o mundo, o que confere ao país a classificação de megadiversidade.

Qual é a importância de preservar a biodiversidade?

A biodiversidade é a grande responsável pela sobrevivência de todos os seres vivos do planeta.

É ela que nos proporciona ar, alimento, energia e insumos necessários para a vida. Diante disso, fica fácil entender a importância de protegê-la.

Nos últimos anos, temos visto que a intensa atividade econômica tem levado a perdas aceleradas de diferentes espécies de animais, plantas e microrganismos.

Proteger a biodiversidade é de interesse de todos, pois a sua perda tende a provocar extinção de espécies, interferência na diversidade genética e mudanças no funcionamento dos ciclos dos ecossistemas.

Consequentemente, isso prejudica toda a vida; afinal, os seres humanos, bem como os animais, ficam mais expostos a mudanças climáticas drásticas, à perda de insumos importantes para a subsistência, ao desequilíbrio da natureza, etc.

A biodiversidade é a base da sustentabilidade, mas também de ecossistemas naturais, serviços ambientais, recursos florestais, agricultura e da própria indústria.

Quais são as principais ameaças à biodiversidade?

Muitos ecossistemas espalhados pelo mundo estão ameaçados graças à ação do homem. A seguir, vamos mostrar algumas das principais ameaças.

Poluição

Existem diversos tipos de poluição que causam danos à biodiversidade, não apenas vindo da fumaça que sai do escapamento de carros ou das chaminés das indústrias.

Outros problemas associados à poluição incluem o despejo de lixo tóxico em rios e lençóis freáticos, bem como a poluição sonora e luminosa, que também afeta o ecossistema.

Vale lembrar que a poluição pode não acontecer de modo direto no ambiente, já que é possível este sofrer por efeitos indiretos.

Por exemplo, o excesso de queimadas na região amazônica tem interferido no clima em diversas partes do país, levando a problemas como chuva ácida, escassez de precipitação pluviométrica em outras regiões, fortes ondas de calor, entre outros.

Espécies invasoras

Espécies de animais e plantas, quando não estão em seu hábitat, podem causar desequilíbrio em um ecossistema.

Isso acontece porque elas podem ser predadoras das espécies naturais do local em questão; mas não é só isso.

Dependendo dos animais e plantas, eles podem competir pelos alimentos, se hibridizar com espécies nativas, trazer parasitas e doenças, entre outros problemas.


Foi o caso dos sapos-cururus levados à Austrália para o controle de pestes nas plantações de cana-de-açúcar; o problema foi que eles começaram a devorar répteis e anfíbios de maneira voraz, trazendo mais uma dificuldade para os produtores.

Exploração excessiva dos meios naturais

A exploração excessiva dos recursos naturais também é uma ameaça para a biodiversidade, prejudicando os ecossistemas como um todo.

O consumo a uma velocidade maior do que a regeneração natural leva a consequências na flora e na fauna.

A exploração excessiva de determinados tipos de solos pode ser fator determinante para que haja processos como erosão, lixiviação e outros, inutilizando a área para qualquer atividade e, assim, prejudicando a sua recuperação.

Mudanças climáticas

As mudanças climáticas são outra ameaça à biodiversidade, desencadeadora de uma série de outros problemas.

Alterações nos regimes de chuva, intensificação de determinados eventos climáticos como a desertificação, tempestades e secas intensas são algumas das adversidades associadas ao clima.

De maneira geral, elas afetam negativa e diretamente todos os seres vivos do planeta e podem levar a prejuízos inimagináveis a um ecossistema, inclusive a sua extinção.

Qual é a relação entre biodiversidade e agricultura?

A biodiversidade e a produção de alimentos sempre estiveram lado a lado; afinal, desde o início da agricultura, a diversidade de plantas foi fundamental para a adaptação das culturas em regiões distintas.

Não por acaso, surgiu um termo chamado “agrobiodiversidade”, que inclui a variabilidade de animais, plantas e microrganismos.

As espécies da biodiversidade são usadas por comunidades locais, povos indígenas e agricultores familiares; essas comunidades, por sua vez, são responsáveis por conservar, manejar e utilizar os diferentes componentes da agrobiodiversidade.

A grande questão é que a agricultura precisa, cada vez mais, estar atenta à diversidade biológica, até mesmo para poder descobrir novas características de plantas, por exemplo.

Por meio delas, é possível o desenvolvimento de novos cultivares, seja pelo melhoramento clássico, seja pelo emprego de técnicas modernas de biotecnologia.

Observe os microrganismos; eles são essenciais para o setor agrícola. Existem bactérias que contribuem para a fixação de nutrientes no solo e também para a metabolização de defensivos agrícolas.

Inclusive, muitos desses organismos são importantes para a produção de vinhos, queijos e outros produtos industriais. Logo, preservar a biodiversidade é garantir que a agricultura continuará evoluindo.

Biodiversidade agrícola no Brasil

O Brasil é um país bastante diverso e também tem grande relevância no segmento agrícola, sendo um dos maiores produtores mundiais.

No entanto, quando se trata de recursos genéticos atrelados à biodiversidade, é fato que eles ainda não foram totalmente explorados para a produção alimentícia.

Diante das várias possibilidades da biodiversidade, nativa ou exótica, ambas precisam ser preservadas no país.

A agricultura nativa se refere àquelas plantas que são originárias de determinado local; no Brasil, temos como exemplo o maracujá, a mandioca, o caju e o abacaxi.

A exótica, por outro lado, é aquela que está ligada a cultivares que foram trazidos de outras localidades, como é o caso do arroz, do milho e da soja.

Como aliar a proteção da biodiversidade com a agricultura?

Todos nós sabemos que a atividade agrícola interfere no meio ambiente e em sua biodiversidade.

Como forma de não esgotar os recursos naturais e reduzir a pressão sobre eles, existem algumas práticas que podem ser adotadas!

Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF)

A Integração Lavoura-Pecuária-Floresta é uma estratégia de produção com foco no uso de diferentes sistemas de produção, o que inclui agrícolas, pecuários e florestais dentro de uma mesma área.

A ideia é ter um sistema integrado para otimizar o uso da terra, aumentando a produtividade em um local, ao mesmo tempo que os insumos são mais bem trabalhados, diversificando, assim, a produção.

Tudo isso se baseia em práticas ambientalmente corretas, com baixa emissão de gases que causam o efeito estufa ou mesmo eliminação completa deles.

Sistemas agroflorestais

Os sistemas agroflorestais são focados em produtividade baseada na sucessão ecológica, otimizando o uso da terra e conciliando a preservação ambiental e a produção de alimentos.

Para isso, é usado um sistema de plantio de alimentos que é sustentável e ainda faz a recuperação vegetal e do solo.

Reaproveitamento de água

A água é um recurso natural essencial para a vida na terra e para a manutenção da biodiversidade, além de ser bastante utilizada na agricultura.

O bem é finito e, em muitos locais, já se encontra escasso; por isso, é preciso adotar soluções que ajudem na captação e reserva de água pluviais.

A água também poderá ser usada na irrigação, na lavagem de máquinas agrícolas e até de instalações.

Manejo ecológico de pragas

No manejo ecológico de pragas, são usadas medidas preventivas, ações e técnicas para manter o local de plantio protegido.

Logo, a estratégia foca a eliminação dos fatores favoráveis à reprodução de pragas e ao controle tópico de ninhos e colônias de insetos.

A ideia é reduzir o uso de agroquímicos, fazer a seletividade sobre inimigos naturais das pragas e garantir o controle de acordo com as normas ambientais.

Conclusão

A agricultura pode ser uma grande aliada da biodiversidade; para isso, é importante que elas sejam vistas sob uma ótica integrada.

Isso quer dizer que a produção precisa ser sustentável para continuar existindo, e o que não faltam são técnicas que permitem isso acontecer.

Um importante aliado nesse processo é a tecnologia; com ela, é possível ter avanços consideráveis na associação entre biodiversidade e agricultura.

Que tal começar hoje mesmo essa evolução na sua lavoura? Se você precisa de crédito para investir na sua propriedade, pode contar conosco, da TerraMagna.

Nós facilitamos a burocracia e trazemos uma experiência simples e segura para o dia a dia no campo por meio do crédito rural.

Quer saber mais sobre como funciona?

Converse com nossos especialistas!

Procurando um tema específico?

Gostou do artigo?

Receba gratuitamente conteúdos exclusivos e inéditos por e-mail, feitos pelos especialistas da TerraMagna.

Veja também

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja também

Crédito seguro para o agronegócio

Av. Anchieta, 1078 – Jd Nova America

São José dos Campos – SP

Contato

 (12) 3923.3355

 [email protected]

(65) 9 9639.1505

Acompanhe as novidades