TerraMagna Logo
Portal do
produtor rural
Colheita de soja representando o que e agronegocio

O que é agronegócio e qual é a sua relevância para o Brasil

Você já parou para pensar o que é o agronegócio de fato? O tema é extremamente relevante, e os números ajudam a comprovar. 

Para se ter uma ideia, o setor começou superaquecido ainda no primeiro mês de 2022. 

Segundo o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), o ano começou com saldo positivo de US$ 7,7 bilhões na balança comercial do agronegócio. 

Já as exportações do setor fecharam janeiro em US$ 8,8 bilhões, com aumento de 57,5% na comparação com o mesmo período de 2021. 

Esses são apenas alguns dados, mas deu para perceber que o agronegócio é extremamente relevante para a economia e até mesmo para o desenvolvimento humano, uma vez que garante a renda de milhares de famílias que dependem dele. 

Então, continue lendo este artigo até o fim para entender tudo sobre o assunto. 

O que é agronegócio? 

O agronegócio, também chamado de agribusiness, engloba todas as atividades da cadeia agroindustrial. Basicamente, ele é classificado a partir de quatro grandes segmentos. São eles: 

  • Antes da porteira: engloba sementes, defensivos agrícolas, máquinas e implementos. 
  • Dentro da porteira: faz parte a agropecuária básica ou primária. 
  • Depois da porteira: integrado por indústria e serviços, envolvendo o processamento, a distribuição e o consumo.

Além disso, ainda é considerado um dos grandes pilares da economia brasileira. 

Quando falamos em agronegócio, a primeira coisa que vem à mente são as grandes fazendas e as colheitas. 

Mas esse é um grande erro! Então, para explicar o que é agronegócio, é preciso entender que o conceito se estende às fábricas de máquinas agrícolas, ao fornecimento de sementes e aos produtores de agroquímicos. 

Hoje, por exemplo, a agricultura é um dos setores econômicos que mais emprega pessoas no mundo. 

De janeiro a dezembro de 2021, o saldo registrado foi de criação de 85,6 mil novos empregos com carteira assinada, de acordo com o  Comunicado Técnico da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA). Esse é o maior saldo de empregos de 2011. 

Nem mesmo a grande crise econômica e a pandemia foram capazes de desestabilizar o setor. A produção agrícola brasileira foi apontada como válvula de escape para diversos países, impulsionando as exportações.

As vendas de produtos do agronegócio no mercado externo chegaram a superar as compras em US$ 43,7 bilhões no acumulado do ano, de janeiro a abril de 2022, segundo o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). 

No Brasil, o agronegócio familiar é considerado a principal fonte de alimentos e renda para pessoas que vivem em situação de pobreza. 

De acordo com o Censo Agropecuário de 2017, os agricultores familiares são os grandes responsáveis pelo fornecimento dos alimentos que vão para a mesa dos brasileiros. 

Nas culturas permanentes, o segmento responde por 48% do valor da produção de café e banana; nas culturas temporárias, são responsáveis por 80% do valor de produção da mandioca, 69% do abacaxi e 42% da produção do feijão.

Consegue entender agora por que investir na agricultura está muito além de apenas promover a segurança alimentar e garantir a sustentabilidade? 

Ela é indispensável para o desenvolvimento econômico de diversos países, inclusive o Brasil. 

Por que o agronegócio é importante?

Para entender o que é agronegócio, também devemos falar sobre sua importância. Ele é um dos principais meios para levar as produções agrícolas ao mercado. 

Esse processo envolve produção, processamento e distribuição de alimentos. 

O setor ainda sustenta o crescimento da agroindústria, importantíssima para o desenvolvimento econômico. Ou seja, os agronegócios potencializam a produtividade agrícola. 

Esse é um dos motivos pelos quais os governos oferecem subsídios aos negócios agrícolas. Aqui citaremos apenas um para ilustrar. 

Este ano, o governo anunciou o aumento no subsídio de 28% para 100% para todos os agricultores e entidades do estado do Rio Grande do Sul, que receberam sementes do Programa Troca-Troca de Sementes nas etapas de Safra e Safrinha 2021/2022.

Além disso, o setor também colabora com o crescimento dos países em desenvolvimento, e as atividades agrícolas contribuem com o sistema de segurança alimentar e produção sustentável de alimentos. 

Panorama do agronegócio no Brasil

Quando dizemos que o agronegócio é um dos grandes pilares da economia brasileira, não é brincadeira. Aliás, sua infraestrutura industrial é baseada no agronegócio. 

Para este ano, a previsão é de que o Brasil produza um total de 284,4 milhões de toneladas de grãos na safra 2021/2022, segundo a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

Os destaques ficaram por conta da soja e do trigo. A soja teve um considerável aumento de área semeada, 3,8%, e a safra do trigo encerrou-se com recorde de produção: 7,7 milhões de toneladas

Apesar de as condições climáticas não serem nada favoráveis, a produção de trigo ainda conseguiu ficar acima do obtido na temporada anterior. Foi um longo período de estiagem e incidências de geadas. 

Além disso, a estimativa da área total a ser cultivada no Brasil nesta safra é de 72,1 milhões de hectares, um crescimento de 4,5% em relação à safra anterior.

Mas, claro, outras culturas também foram relevantes: a do algodão apresentou  crescimento de 12,5% na área a ser semeada e produção estimada em 2,7 milhões de toneladas.

De qualquer forma, o milho e a soja ainda são considerados os grandes responsáveis pela produção agrícola brasileira, o que corresponde a 90%. 

Quais são as características do agronegócio? 

O que move o agronegócio, sem dúvidas, é mantê-lo competitivo. Afinal, cada país tenta se destacar em algum de seus segmentos.  

Desse modo, ele opera com mais eficiência, apesar de exigir um investimento maior em novas tecnologias, demandar mais insumos agrícolas e regar as safras e novas formas de se conectar ao mercado global. 

Por serem parecidas, mesmo em locais diferentes, as plantações de produtos como trigo, milho e soja são bastante semelhantes, configurando-se como commodities

Mas não são esses os fatores que complicam o agronegócio. Os preços globais dos produtos são extremamente instáveis, o que torna o planejamento agrícola uma difícil missão.  

Como se não bastasse, os agricultores ainda podem enfrentar uma redução importante nas terras utilizáveis, conforme as áreas suburbanas e urbanas vão se expandindo. 

Dito isso, vamos às principais características do agronegócio. 

Agrotóxicos e agroquímicos

Os agrotóxicos e agroquímicos são indispensáveis para o sucesso da agricultura. Por isso, são considerados pilares para a produção agrícola. São eles que trazem resistência às plantações contra patologias naturais, pragas, infestações e ações do tempo.  

Reprodução

A reprodução está relacionada à agropecuária, que se concentra basicamente na criação de animais para produtos alimentícios. 

Na agricultura, é voltada para a criação de espécies de plantas, com o objetivo de produzir sementes melhoradas geneticamente, popularmente conhecidas como transgênicas

Máquinas e equipamentos

Por último, estão as máquinas e os equipamentos, que são indispensáveis para a agricultura e a agropecuária. 

Por isso, esse é um dos maiores segmentos e engloba todos os tipos de máquinas agrícolas.

Como o agronegócio opera? 

Entender o que é agronegócio também diz respeito à forma como ele opera, ou seja, funciona.

O agronegócio está relacionado a diferentes etapas da criação de produtos agrícolas; é como um sistema integrado. 

Então, os agricultores criam animais (porcos, galinhas e bois, por exemplo) e plantam e colhem frutas e vegetais aplicando técnicas avançadas de colheita; isso inclui o uso da geolocalização para melhorar e direcionar as operações. 

Do outro lado, temos os fabricantes da agroindústria que desenvolvem máquinas cada vez mais potentes e eficientes para os cuidados com os animais e lavouras. 

Aliás, os equipamentos autônomos, como as colheitadeiras, já operam com piloto automático. 

Por fim, as fábricas de alimentos de origem animal ditam qual é a melhor forma de processar a carne e embalar o gado para o transporte.

No agronegócio, todas são extremamente importantes e vão, aos poucos, se interligando. 

É por isso que uma denominação comum desse setor é que seja um supply chain por trás dos produtos agrícolas destinados à comercialização para o consumidor final. 

Além disso, ainda é importante reforçar que o agronegócio vive sendo impactado pelo mercado e suas principais tendências, seja por forças naturais, seja por mudanças climáticas. 

Não há como manter a estabilidade, e os produtores, de modo geral, precisam estar preparados para lidar com as adversidades. 

Como funciona a cadeia produtiva do agronegócio? 

Por fim, para encerrarmos o assunto, novamente, ao pensar sobre o tema é comum que associem a sua produção ao cenário rural apenas, o que também é um grande engano. 

Sua produção está relacionada a uma grande variedade de produtos e movimenta diversos perfis de empresas. 

Entre eles, podemos mencionar o ramo de defensivos agrícolas, como adubos e isolantes de pragas; fabricantes de equipamentos e implementos agrícolas; produtoras de rações; desenvolvedoras de sementes, entre outros. 

Agora, quando nos referimos à cadeia produtiva, estamos falando sobre a jornada que um produto percorre até chegar ao consumidor final, concepção ao consumo. 

Por isso, a logística do agronegócio é a grande responsável por ligar uma etapa à outra, para que o processo final seja concluído com sucesso. 

Como pode ser notado ao terminar de ler este artigo, o agronegócio é extremamente benéfico para empresas, produtores e consumidores. 

Além de movimentar a economia, gera novos postos de trabalho e incentiva que novas técnicas sejam lançadas ou aprimoradas em prol de consumo e produção mais sustentáveis. E você? Como cuida do seu negócio?

TerraMagna: ao lado dos produtores da lavoura à distribuição 

A TerraMagna está ao lado dos produtores oferecendo crédito rápido, fácil e sem burocracia. 

Tudo para que você continue investindo em um dos seus bens mais valiosos: o seu negócio. Como sabemos, é necessário estar sempre preparado para a compra de grãos, máquinas e outros insumos.

Converse com nossos especialistas!

Caso tenha gostado deste artigo, continue acompanhando o nosso blog e compartilhe com quem mais possa se interessar.

Procurando um tema específico?

Gostou do artigo?

Receba gratuitamente conteúdos exclusivos e inéditos por e-mail, feitos pelos especialistas da TerraMagna.

Veja também

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja também

Crédito seguro para o agronegócio

Av. Anchieta, 1078 – Jd Nova America

São José dos Campos – SP

Contato

 (12) 3923.3355

 [email protected]

(65) 9 9639.1505

Acompanhe as novidades